20 - fev/2021

Fecomércio lamenta decreto do governo estadual e diz que medidas recomendadas punem injustamente um dos segmentos produtivos mais prejudicados por restrições

Facebook