Para ser diplomado, Bolsonaro precisa ter as contas julgadas pelo plenário do TSE, o que deve ocorrer na sessão plenária do dia 4 de dezembro. O Ministério Público Eleitoral e os advogados de Bolsonaro ainda se manifestarão no caso.

Em relação às despesas, a área técnica do TSE apontou que a campanha não apresentou documentação para comprovar R$ 58.333,32 utilizados. Nas receitas, foram encontradas irregularidades que chegam a R$ 113.275,00, o que corresponde a 2,58% do total arrecadado pela campanha, R$ 4.390.140,36. A campanha recebeu, por exemplo, R$ 5,2 mil de doação de fontes proibidas. O parecer sugeriu que o tribunal determine o pagamento dos R$ 5,2 mil valor ao Tesouro.

Outros problemas foram a utilização de financiamento coletivo sem que a empresa escolhida para tal finalidade tivesse registro no TSE, por meio da subcontratação, e o descumprimento do prazo para entrega do relatório financeiro. Esses pontos foram descritos como “impropriedades” pelos analistas do tribunal.

As conclusões do parecer da área técnica do TSE também poderão ser utilizadas nas ações abertas pelo corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Jorge Mussi, para apurar se houve abuso de poder econômico na campanha de Bolsonaro.

No próprio parecer são listadas oito ações para apurar supostos abusos como uso indevido de meio de comunicação social, doação ilegal de pessoa jurídica, compra irregular de cadastros de usuários, utilização indevida de comunicação digital. O PT foi autor de uma acusação de que empresas compraram pacotes de disparos em larga escala de mensagens no WhatsApp contra a legenda e a campanha de Fernando Haddad (PT) à Presidência da República.

“O exame técnico que ora se apresenta não obsta que órgãos competentes investiguem, processem ou julguem as pessoas físicas e jurídicas mencionadas nos documentos apresentados na prestação de contas no que diz respeito a práticas ilícitas, penais, fiscais ou administrativas que venham a ser posteriormente desveladas”, diz a equipe de analistas.

O parecer lembra que a aprovação das contas da campanha não significa uma chancela a “possíveis atos ilícitos que possam ser apurados posteriormente”. Essa é linha adotada normalmente no tribunal e foi feita no caso da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer, que foi investigada por abuso de poder político e econômico. No julgamento, em 2017, por 4 votos a 3, Temer escapou de ser cassado ou declarado inelegível.

No caso de Bolsonaro, as campanhas do PT, de Fernando Haddad, e do PDT, de Ciro Gomes, apresentaram ações de investigação apurar se houve abuso de poder econômico na campanha. Ciro chegou a pedir a anulação da eleição liminarmente, o que foi negado. Dentro do TSE, a avaliação é a de que, no cenário atual, esses processos não devem prosperar.

ESTADÃO CONTEÚDO

 

Uma menina de 8 anos conhecida em Pederneiras (SP) por já ter lido mais de 400 títulos, entre livros e gibis, voltou a virar assunto na cidade depois de decidir doar parte de seu acervo particular para a biblioteca municipal.

Maria Laura Pereira Rached Afonso se diferencia das crianças da mesma idade por preferir as páginas de papel aos smartphones, tablets e outros equipamentos eletrônicos.

Sua atividade favorita é ler, principalmente na cama ou durante passeios com a família.

“Eu não consigo dormir sem ler. Tem noite que eu leio um gibi inteiro, às vezes até dois”, conta a pequena.

A garota é um orgulho para a família. Seu hábito de sempre ter por perto um livro já começa a influenciar até mesmo o irmão Pedro, de 4 anos.

“Desde pequena a gente começou a comprar livros e ela foi se interessando cada vez mais. Ela sempre fica empolgada pela espera por novos livros”, diz Ana Paula Pereira Rached, mãe da garota.
A menina decidiu decidiu doar mais de 100 livros de sua coleção pessoal para a biblioteca após conhecer a história da moradora que deu nome ao local. Paula Rached era tia-avó da Maria Laura e morreu aos 18 anos, em 1977, após enfrentar uma leucemia.

Maria Laura fez questão de levar pessoalmente os livros atér a biblioteca. Durante a doação, a pequena leitora explicou que as histórias contidas nesta centena de títulos já estão bem guardadas em sua memória.

G1

 

Blog De olho no Assú
25 - nov/2018

982,4 mil potiguares estão inadimplentes

A recessão que abalou a economia nacional chegou ao fim mas os reflexos ainda são sentidos no mercado. Com o desemprego ainda em alta, o número de inadimplentes no Rio Grande do Norte saltou de 921 mil em outubro de 2017 para 982,4 mil no mês passado. São 61,4 mil pessoas a mais na lista dos negativados, conforme dados do Serasa Consumidor. A variação, no período, foi de 6,6%.

Em todo o Brasil, somente em outubro, o crescimento da inadimplência foi de 4,22%. Em números absolutos, estima-se que 62,89 milhões de brasileiros estejam com o CPF restrito para fazer compras a prazo ou contratar crédito, de acordo com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).
“Esse elevado número de consumidores inadimplentes, somado às incertezas econômicas relativas ao mercado de trabalho, tais como o alto número de desempregados e os atrasos nos pagamentos dos servidores públicos, têm uma combinação muito danosa na economia como um todo, na medida em que as pessoas inadimplentes não conseguem parcelar suas compras, porque tem seus nomes nagativados, e aqueles consumidores que não estão inadimplentes, sentem-se receosos em adquirir novos produtos, ou seja, assumir novas dívidas”, analisa o especialista em Gestão, Francisco Hedson da Costa.

Ele alerta, ainda, para que os consumidores com dívidas em aberto e nome negativado utilizem o recurso extra do 13º salário para a quitação dessas despesas sob a possibilidade de negociação dos juros acumulados. “Se o indivíduo está inadimplente, ele deve evitar novas compras, principalmente, de produtos mais supérfluos, devendo adquirir somente aquilo que for realmente essencial. A prioridade de quem está inadimplente deve ser a quitação ou a renegociação, em melhores condições, de dívidas que estão em atraso, principalmente, daquelas que cobram juros elevados, tais como cartão de crédito, cheque especial, crediário e empréstimos bancários”, alerta Costa.

Na avaliação do presidente da CNDL, José Cesar da Costa, a inadimplência do consumidor continua elevada mesmo com o fim da recessão, pois a recuperação econômica segue lenta e ainda não impactou de forma considerável o mercado de trabalho. “A retomada do ambiente econômico acontece de forma gradual e ainda demorará para termos um aumento expressivo do número de empregos e renda, fatores que impactam de forma positiva tanto no pagamento de pendências quanto na propensão ao consumo das famílias”, analisa o presidente.

Tribuna do Norte

Tudo na internet precisa ser bem avaliado. Existem perfis humorísticos e existem fakescriados para denegrir pessoas e destruir reputações . De vez em quando, involuntariamente, alguns administradores desses perfis ofensivos são descobertos.

Também há uma diferença entre um erro jornalístico, que pode ocorrer por falha de apuração, e “Fake News” plantadas para denegrir imagens de pessoas, destruir reputações ou atacar instituições. (mais…)

Blog De olho no Assú
24 - nov/2018

A segurança de Fátima Bezerra

Os futuros titulares da Segurança Pública, Coronel Araújo, e da Administração Penitenciária, Mauro Albuquerque, além dos futuros comandante geral da PM, Coronel Alarico, e delegada geral de polícia, Ana Cláudia.

Blog De olho no Assú
24 - nov/2018

Riachuelo terá braço financeiro transformado em banco

A Guararapes, controladora da varejista de moda Riachuelo, vai transformar o seu braço financeiro, a Midway S.A. – Crédito, Financiamento e Investimento, em banco. A decisão foi aprovada pelo conselho de administração da companhia, em reunião realizada nesta quinta-feira (22).

A nova instituição será um banco múltiplo, com carteiras comercial e de crédito, financiamento e investimento.

A Midway Financeira é a área de negócios da Guararapes responsável pela gestão dos cartões Riachuelo e de outros serviços financeiros concedidos aos clientes da rede de varejo.

De acordo com fato relevante divulgado pela Guararapes, a Midway vai requerer ao Banco Central autorização para organização e funcionamento do Banco Midway.

A deputada federal Zenaide Maia esteve nesta sexta-feira (23), em São Miguel do Gostoso, para dois importantes compromissos. Primeiro a parlamentar participou, na Câmara Municipal, do I Seminário Regional de Constituição, que teve como tema: A reforma da previdência. O evento contou com representantes das cidades do Mato Grande, tais como ex-prefeitos, vereadores e lideranças políticas.

Entre os assuntos discutidos de interesse da população no seminários: a dinamização das economias dos municípios através do fortalecimento da Agricultura Familiar; apoio a implantação da agroindústria e a estruturação dos Sistemas Públicos de Educação, Saúde e Segurança.

À noite, Zenaide Maia foi prestigiar a abertura da 5ª Mostra de Cinema de Gostoso, na Praia do Maceió. Nos dois eventos, a deputada estava acompanhada da governadora eleita Fátima Bezerra, do ex-prefeito e esposo Jaime Calado e do suplente da Senadora Fátima Bezerra, Jean-Paul Prates

Blog De olho no Assú
24 - nov/2018

R$ 239 milhões para a Barragem de Oiticica, no Seridó

Em reunião com a governadora eleita, senadora Fátima Bezerra, o secretário executivo do Ministério da Integração, Gustavo Canuto, garantiu a liberação de R$ 239 milhões para a Barragem de Oiticica e afirmou que a obra será concluída em 2019. Participaram também da reunião o futuro senador Jean-Paul Prates, a deputada e senadora eleita Zenaide Maia e o secretário de Recursos Hídricos do RN, José Mairton Figueiredo de França.

Blog De olho no Assú
24 - nov/2018

Oposição não tem candidato em Pau dos Ferros

A oposição, em Pau dos Ferros, não tem um nome sequer para ser candidato a prefeito em 2020. A melhor alternativa seria a união dos oposicionistas em torno do nome do deputado estadual Gustavo Fernandes (PSDB), que deixa a Assembleia Legislativa em fevereiro, ou seu do seu pai, Elias Fernandes (MDB). Sem a figura de um opositor forte, Leonardo segue nadando em céu de brigadeiro.

O projeto do prefeito Dr Thiago Meira visando aprimorar ainda mais o sistema de saúde do município, que já é o melhor da região. Não foi aprovado na sessão ordinária de ontem a noite na casa do povo de Carnaubais.

A oposição se articulou de maneira contrária ao benefício da população. E alegando necessitar de “maiores esclarecimentos”. Solicitaram vista ao processo.

Enquanto o poder executivo municipal trabalha no dia a dia para superar a crise que atinge as cidades do estado, sem ferir a lei de responsabilidade fiscal. A oposição por interesses politiqueiros atrasa os investimentos em benefício dos munícipes locais.

 

ASSECOM – Assessoria de comunicação.

Página 12 de 1.578« Primeira...1011121314...203040...Última »

Facebook