A Secretaria Municipal de Saúde do Município de Itajá, compõem de 03 Estratégias Saúde da Família, sendo duas na zonal urbana e uma na zona rural, ambas credenciadas pelo Ministério da Saúde.

 Ter acesso à saúde é direito de todos, previsto no artigo 196 da constituição. A lei garante que haja políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e outros agravos.

 As Unidades Básicas de Saúde (UBS) são os locais primordiais para prevenir e tratar doenças. É por meio delas que a população recebe atendimentos primários essenciais para crianças, mulheres, gestantes, adultos e idosos. Dessa forma, todos os usuários podem ter acesso aos atendimentos…

As equipes do projeto CIDADE LIMPA, estão executando serviços de poda; varreção; rôço e recolhimento de entulhos por todo o município.


*No Entroncamento, poda e rôço nas proximidades da UBS;
*No conjunto Áurea Andrada, Varreção;
*Na Cidade Histórica, recolhimento de entulhos.

O secretário de obras Wanderley Francimir, disse que a determinação do prefeito/emancipador dr Thiago Meira é de que os trabalhos alcance todas as comunidades de Carnaubais.

RUMO NOVO PARA O BEM DO POVO!

É POR VOCÊ QUE TRABALHAMOS.

 

Uma empresa de segurança cibernética diz ter identificado falhas no aplicativo WhatsApp que permitiria que hackers manipulassem mensagens em conversas públicas e privadas, aumentando a possibilidade de disseminação de desinformação pelo que parecem ser fontes confiáveis.

A Check Point Software Technologies, uma empresa israelense que fornece serviços de segurança para redes de computadores, disse que seus pesquisadores encontraram três maneiras possíveis de alterar conversas.

Por unanimidade, o Conselho Universitário da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte – UERN, elegeu a Governadora Fátima Bezerra como doutora Honoris Causa. A cerimônia de entrega do título será no dia 28 de setembro, no Teatro Municipal de Mossoró, por ocasião da Assembleia Universitária e comemoração dos 51 anos de fundação da instituição. O convite foi oficializado em audiência, nesta quarta-feira (07) da governadora com o reitor Pedro Fernandes e representantes da equipe administrativa da Universidade. (mais…)

Médicos e médicas transgêneros e travestis poderão usar seu nome social, e não o civil, nos cadastros dos Conselhos Regionais de Medicina (CRMs) usados de forma pública por colegas e pacientes. A orientação foi encaminhada aos conselhos nesta semana pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), segundo um comunicado do órgão publicado nesta quarta-feira (8).

Desde 2016, após um decreto permitir o uso de nome social por servidores públicos federais, médicos e médicas trans só podiam usar seu nome social “em documentos administrativos internos e em seus locais de atuação”, como cadastros internos, crachás, ofícios e contracheques, após decisão do conselho federal.

A Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (Fiern) lançou uma plataforma digital voltada para o desenvolvimento estratégico e econômico dos municípios potiguares. O mecanismo pode ajudar que as prefeituras possam captar investimentos e ampliar a divulgação das potencialidades regionais.

A partir de agora, os prefeitos e secretários municipais de Desenvolvimento Econômico terão acesso ao sistema criado pela Fiern – que ficará dentro do endereço eletrônico do programa Mais RN – para o cadastro de dados gerais sobre as cidades, bem como informações sobre o ambiente de negócios e as vocações econômicas dos municípios.

Segundo informações do vereador Paulo Brito, uma importante reunião, hoje à tarde com o superintendente do INCRA, dr. Leonardo, o representante do Assentamento de Novos Pingos, Manoel Cristiano, o deputado George Soares e o próprio Paulo Brito discutiu sobre a desocupação e posterior demolição das residências dos filhos dos assentados. Segundo essas informações, repassadas pelo superintendente, em breve sairá a titularidade dos assentamentos de Palheiros, Novos Pingos e Maurício de Oliveira. Nossos votos de que tudo se resolva com respeito e a atenção que merece.

 

Zenaide Maia em pronunciamento no Plenário do Senado Federal, em Brasília — Foto: Assessoria

Em pronunciamento no Plenário na tarde desta quarta-feira (07), a senadora Zenaide Maia lembrou que o Senado é uma Casa revisora e que a sociedade espera que, como tal, ele cumpra o seu papel de analisar item por item o texto da Reforma da Previdência (PEC 06/19) aprovado pela Câmara. “Temos ouvido que esta Casa só vai carimbar o que for aprovado pela Câmara, mas quero lembrar aos colegas parlamentares da nossa imensa responsabilidade, pois mais importante do que votar, é revisar”, destacou Zenaide.

Para a senadora, a desculpa usada rotineiramente para o Senado não modificar matérias aprovadas pela Câmara, de que isso atrasa o processo, não pode mais ser aceita. “Esta é uma casa revisora, temos que analisar item por item e modificar o que entendermos que não está certo”, ressaltou a parlamentar.

Apesar de o texto final ainda estar sendo votado na Câmara nesta quarta, a senadora afirmou considerar que existem várias injustiças na proposta. Ela citou, por exemplo, o pedágio, que seria de 100% para servidores públicos e da iniciativa privada e de apenas 30% para políticos. Também lembrou que, desde 2003, servidores públicos não têm mais direito à aposentadoria integral e quem entrou a partir de 2013, só receberá pelo teto da Previdência. Mais que isso, terá que contribuir para a previdência pública. Mesmo assim, alguns deles, inclusive, tiveram suas aposentadorias drasticamente reduzidas pelo texto da Câmara.

A senadora também disse que os parlamentares precisam ter um olhar diferenciado para o benefício de prestação continuada. A Câmara limitou esse benefício para pessoas com deficiência a famílias com renda de apenas um quarto do salário mínimo per capita.

“Nós não somos contra reforma da Previdência, até porque já tivemos algumas nos últimos anos, mas não podemos concordar com uma reforma que desmonta a seguridade social e que condena servidores público e trabalhadores pelo rombo do Estado enquanto fecha os olhos para os grandes devedores e sonegadores”, lamentou Zenaide.

Ministério Público Federal (MPF) ingressou com uma ação civil pública (ACP) buscando a anulação do Decreto 9.824/19, do Governo Federal, que autoriza o funcionamento de salinas em áreas de preservação permanente (APPs), no RN. A medida, aponta o MPF, se baseou em motivo falso e desrespeita leis ambientais. A ACP inclui um pedido liminar para suspender o decreto e destaca os riscos para o ecossistema, caso a nova regra seja mantida em vigor.

Ao todo, estudos técnicos apontaram que aproximadamente 3 mil hectares de áreas de preservação permanentes (sobretudo manguezais) são ocupados irregularmente por salineiras no Rio Grande do Norte. No início deste ano, o MPF ingressou com ações contra 18 empresas do setor, pedindo a remoção da produção de sal das APPs para outras áreas e a recuperação dos espaços degradados. Para minimizar os impactos financeiros do setor, sugeriu um prazo de até oito anos, nos quais os proprietários poderiam planejar e concretizar essa realocação.

Em 4 de junho, contudo, o Decreto 9.824/19 foi assinado pelo presidente da República Jair Bolsonaro e concedeu o status de interesse social à atividade salineira, o que possibilita que as empresas sigam ocupando as APPs. De acordo com a ação civil pública, de autoria do procurador da República Emanuel Ferreira, esse decreto não leva em consideração que há alternativas técnicas.

 

A mídia do Ivan Júnior transita em todo espectro do pensamento político; o hitlerismo, com o boneco ariano galego do olho azul; o fascismo de Mussolini para desconstruir os adversários; Agora, avança para a tese de Nero, que tocou fogo em Roma para acusar os cristãos.

Os cabriteiros anunciam o fogo no lixão numa torcida tão grande que parece até que foi alguém combinado que botou o fogo. Isso é minha conclusão!

Ontem, assistindo à Globonews, vi uma reportagem registrando os nove anos da lei que determinou aos municípios para resolverem o grave problema dos detritos urbanos. O mentiroso político Ivan Júnior teve todo o tempo para ter solucionado tamanha questão quando era prefeito, pois até o terreno para a construção do aterro sanitário, o ex-prefeito Ronaldo Soares deixou
comprado e quitado e o derrotado nada fez.

AGORA, COM A CARA DE PAU JÁ CONHECIDA E MANJADA PELOS ASSUENSES, Ivan vem culpar os outros. Vem falar de surto de dengue, quando todos que entendem de saúde pública sabem que é no verão que se cuida do controle do mosquito da
dengue.

ELE COM SEU MEDO DE UMA NOVA ENCHENTE, torceu muito para não chover e durante seu mandato, foi uma seca total em Assú. Assim, ele também não deu um passo para erradicar o mosquito da dengue em Assú. O momento ideal para ter feito isso.

A CADA DIA, A VERDADE APARECE, as três maiores obras de IVAN JÚNIOR foram:

– Enricar a família dele, ESTÁ PODRE DE RICA;

– Enricar um pequeno grupo de empresários, amigos dele;

– Botar 160 cargos comissionados a mais na Prefeitura para atacar os SOARES.

Mas, o Dr. Gustavo e sua equipe estão trabalhando forte e até o final deste mandato vão resolver o problema. O DOUTOR É MESMO O MELHOR PREFEITO DO BRASIL! Abs, Eridu.

Facebook