O bairro de Ponta Negra vai ganhar mais um importante equipamento público disponibilizado pela Prefeitura de Natal (RN). Trata-se de um calçadão que será construído na margem esquerda da avenida Praia de Ponta Negra, iniciando na feirinha de artesanato e seguindo até próximo ao Praia Shopping. Na outra margem (a parte em que ficam residências e estabelecimentos comerciais), a gestão municipal vai alargar a calçada, disciplinar o estacionamento na via e instalar uma ciclovia. (mais…)

Emporio

Na oportunidade, a paróquia de São João Batista, responsável pela realização católica, foi representada na oportunidade pelo padre Carlos Ítalo e o diácono Antônio Carlos, que se fizeram acompanhados da vereadora Fabielle Bezerra.A realização de forma virtual da edição 2020 da festa de São João Batista e a hipótese de a administração municipal se engajar à festividade em sua agenda sociocultural de uma forma  criteriosa e que não exponha a população ao risco de contaminação pelo coronavírus foram tópicos que mereceram reflexão numa audiência que o prefeito Gustavo Soares promoveu, na manhã desta sexta-feira (29), em seu gabinete.

Ao lado do gestor estiveram o secretário de Governo Clebson Corsino e o secretário adjunto de Esportes e Juventude Edson Sampaio, representando a pasta de Eventos, Turismo, Esportes e Juventude.

Os religiosos transmitiram que a festa de São João ocorrerá de forma remota, com transmissão das celebrações eucarísticas pelas plataformas sociais, e sugeriram que a Prefeitura promova o roteiro sociocultural num formato similar, com apresentações artísticas nas dependências do Cine Teatro Pedro Amorim, resguardando todos os cuidados ante a ameaça da pandemia.

O prefeito disse que, caso haja a possibilidade legal, a Prefeitura do Assú poderá contribuir com a festa do padroeiro, que será vivenciada de 14 a 24 de junho próximo.

As adversidades geradas pelo coronavírus com as quais estão se deparando, a exemplo de outras categorias, os artesãos e expositores da Feira da Lua do Assú, foram discutidas num encontro de representantes de tais setores produtivos com o prefeito Gustavo Soares nesta quinta-feira, dia 28. A audiência, no gabinete do chefe do Executivo, teve a participação de dois secretários: Carlos Júnior, da Assistência Social, Trabalho, Cidadania e Habitação; e, Diá Araújo, de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia. A delegação de artesãos e expositores exibiu ao chefe do Executivo o panorama de dificuldades em que estão mergulhados por conta da COVID-19.

A conversa franca e direta versou sobre alternativas que poderão ser instituídas agora e quando houver o restabelecimento da agenda da Feira da Lua, com diversos pontos expostos acatados pelo prefeito e auxiliares, capazes de permitir que a atividade econômica possa ser aquecida.  Também foi colocada pela comitiva a reivindicação para que os que atuam na atividade artesanal e os que expõem e comercializam seus produtos e serviços na Feira da Lua possam ser inseridos no público socialmente vulnerável que será beneficiado com a distribuição emergencial de cestas básica de gêneros alimentícios de primeira necessidade, ação que está em curso na administração municipal.

O deputado federal Eduardo da Fonte (PP), os deputados estaduais Fabíola Cabral (PP), Clovis Paiva (PP), Erick Lessa (PP), Fabrizio Ferraz, e o vereador do Recife Chico Kiko (PP), entraram com uma ação civil pública contra a Celpe para suspender o reajuste médio de 5,16% na conta de luz, que foi anunciado para começar a valer a partir do dia primeiro de julho.

Um dos pontos que a Celpe usa para justificar o aumento na tarifa é a compensação de quase R$ 48 milhões em crédito que a companhia não conseguiu usar na compra da energia gerada a partir do gás natural da Termopernambuco. No processo, os parlamentares destacam que isso é um problema de economia interna da Celpe e não pode ser repassado para as contas das famílias pernambucanas.

“A Celpe tenta compensar um crédito jogando isso como tributo para o povo pernambucano pagar. Claramente é mais um abuso da companhia, que sequer tem a sensibilidade de adiar o reajuste em face da pandemia do coronavírus. A legislação prevê a suspensão do reajuste em caso de força maior, que é o que estamos passando. Por isso, pedimos a anulação do aumento da tarifa que vai prejudicar quase quatro milhões de consumidores”, afirmou Eduardo da Fonte.

Emporio

Apresentei na sessão remota de ontem, realizada pela nossa Casa Legislativa Municipal, propositura ao Poder Executivo, no sentido de que se elabore programa de incentivo ao comércio local para formação de parceria no intuito de socorrer duas categorias de profissionais que vêm passando por extrema necessidade financeira devido a crise gerada pela pandemia do Corona Vírus Covid-19, que são os Motaxistas e Taxistas da nossa cidade.

A sugestão é que o Poder Executivo possa elaborar um programa em parceria com comercio local, através do CDL Assu, para que possa conceder um incentivo fiscal às empresas da cidade que possibilite ajudar no custeio de serviços de entregas utilizando a força de trabalho dos profissionais das categorias Moto taxistas e Taxistas, mediante critérios estabelecido em comum acordo que venha ser realizado entre o Poder Executivo e a iniciativa privada, numa forma de união no enfrentamento dessa crise que enfrentamos diante da pandemia do Corona Vírus.

As categorias de transporte urbanos locais, Moto Taxistas e Taxistas, assim como várias outras, têm enfrentado uma escassez de serviços e consequente queda na entrada de receita para manutenção de suas famílias, tendo em vista tratar-se de profissionais individuais e muitos deles têm o seu serviço como a única fonte de recurso.

A proposta justifica-se ainda como sendo uma forma de fomentar o comercio local, incentivar o distanciamento através do recebimento de compras em casa e, por fim e não menos importante, ajudar esses profissionais que estão enfrentando uma grande dificuldade financeira.

Emporio

Foto: Reprodução/Yotube

A Secretaria de Estado e Saúde Pública-Sesap atualizou os números do coronavírus no Rio Grande do Norte, no fim da manhã desta sexta-feira(29). Na ocasião, falou o secretário de saúde do Rio Grande do Norte, Cipriano Maia.

O número de casos confirmados chega a 6.463, enquanto eram 5.630 no boletim dessa quarta-feira(27) – o último divulgado, com acúmulo de números com dados de quinta-feira(28). 833 casos a mais.

O total de vítimas do covid-19 no RN chega a 267–  (12) óbitos a mais que a atualização do boletim dessa quinta-feira. Dessas doze vítimas, sete foram registradas nas últimas 24 horas.

Os casos suspeitos chegam a 14.905. Descartados somam 12.552. Recuperados são 1410(de acordo com números dessa quarta-feira – em atualização).

Foto: Reprodução/Twitter

A assessoria do deputado estadual Hermano Morais (PSB) confirmou nesta sexta-feira (29), por meio de suas redes sociais, que o parlamentar recebeu confirmação de teste positivo para o novo coronavírus – Covid-19.

” A assessoria do deputado estadual Hermano Morais informa que ele voltou a sentir sintomas da Covid-19 e assim foi diagnosticado. No momento, ele se encontra hospitalizado, estável, consciente, fazendo novos exames e seguindo todas as orientações médicas”, diz a nota.

No meio de abril, conforme noticiado por toda a imprensa e pelo próprio parlamentar, o teste positivo para o exame foi confirmado. Na ocasião, informou que tratava a doença em casa, não precisando ser hospitalizado. “Sigo as recomendações médicas, em repouso”, disse na ocasião.

Emporio

Foto: Pablo Jacob/Agência O Globo

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro afirmou, em entrevista à revista “Crusoé” veiculada nesta sexta-feira, que o presidente Jair Bolsonaro não vetou dois pontos do projeto anticrime para proteger o filho, o senador Flávio Bolsonaro. Segundo o ex-juiz da Lava-Jato em Curitiba, as restrições à decretação de prisão preventiva e a acordos de colaboração premiada batem de frente com o discurso contra a corrupção e a impunidade adotados por Bolsonaro na campanha eleitoral.

“Me chamou a atenção um fato quando o projeto anticrime foi aprovado pelo Congresso. Infelizmente houve algumas alterações no texto que acho que não favorecem a atuação da Justiça criminal. Tirando a questão do juiz de garantias, houve restrições à decretação de prisão preventiva e também restrições a acordos de colaboração premiada. Propusemos vetos, e me chamou a atenção o presidente não ter acolhido essas propostas de veto, especialmente se levarmos em conta o discurso dele tão incisivo contra a corrupção e a impunidade. Limitar acordos e prisão preventiva bate de frente com esse discurso. Isso aconteceu em dezembro de 2019, mesmo mês em que foram feitas buscas relacionadas ao filho do presidente”, afirmou Moro à Crusoé.

Questionado sobre a suposta existência de uma “Abin paralela”, em referência à Agência Brasileira de Informação, ele disse que foram solicitados, no início do governo, “talvez” cinco policiais federais para atuar diretamente no Palácio do Planalto, sem ser externado o motivo. O pedido foi feito, segundo ele, informalmente, mas depois foi abortado.

“Isso nunca me foi colocado nesses detalhes. O que houve no começo do governo, no início de 2019, foram solicitações informais para que nós cedêssemos um número até significativo de policiais federais para atuar diretamente no Palácio do Planalto. Mas essa ideia, como foi revelado pelo falecido Gustavo Bebianno, foi abortada. Isso foi cortado. Isso não evoluiu.”

O ex-ministro diz ainda que o presidente é incoerente com o discurso de campanha ao fazer alianças com parlamentares do centrão, “que não se destacam extamente pela imagem de probidade”. Segundo Moro, a aliança tem como barrar um pedido de impeachmente no Congresso.

“No que se refere à agenda anticorrupção, de fortalecimento das instituições e aprimoramento da lei para tanto, sim, e já faz algum tempo. No que se refere às alianças políticas, o discurso do presidente era muito claro no sentido de que ele não faria alianças políticas com o Centrão e agora ele está fazendo. E a culpa por isso não pode ser posta em mim, dizendo: “Olha, foi preciso fazer aliança com o Centrão cpor causa da saída do Moro”. Não, isso precedeu a minha saída. Começou antes, pelo receio do presidente de sofrer um impeachment. A motivação principal da aliança é essa”, diz o ex-juiz.

O Globo

A Receita Federal paga nesta sexta-feira (29) as restituições do primeiro lote do Imposto de Renda de Pessoa Física 2020, relativo ao ano-base 2019. Neste lote, serão pagos R$ 2 bilhões a 901.077 contribuintes.

As consultas podem ser feitas por meio da página da Receita na internet ou pelo telefone 146. O órgão disponibiliza, ainda, um aplicativo para tablets e smartphones para consultar as informações sobre a restituição do IR e a situação cadastral no CPF.

Como em anos anteriores, esse primeiro lote do IR contempla contribuintes que têm prioridade legal no recebimento das restituições, sendo 133.171 idosos acima de 80 anos, 710.275 contribuintes entre 60 e 79 anos e 57.631 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

Neste ano, o primeiro lote do IR está sendo pago antes mesmo do fim do prazo de entrega do Imposto de Renda, que foi estendido para 30 de junho por conta da pandemia do novo coronavírus. É a primeira vez que as restituições começam a ser pagas ainda durante o prazo de transmissão das declarações.

(mais…)

Emporio

Facebook