A parceria entre a Petrobras e a McLaren, firmada no final de 2017, está próxima de ser encerrada após o governo Jair Bolsonaro decidir cortar o patrocínio no capacete de pilotos da equipe.

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, já conversou com o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, sobre o assunto.

Atualmente, o Brasil paga 3 milhões de euros mensais — cerca de R$ 13,5 milhões — para a estatal ter seu nome grafado no capacete dos pilotos da escuderia.

“Não tem o mínimo sentido. Um absurdo. Esse valor todo para ter o nome pequeninho no capacete”, disse Terra, segundo a Veja.

Além do capacete, o logotipo da estatal figura no uniforme dos pilotos, mecânicos e do carro. A parceria prevê também o fornecimento de combustível por parte da Petrobras, algo que não ocorreu durante o período, informa o site MktEsportivo.

Para encerrar o contrato com a McLaren, a Petrobras deverá ter de pagar uma multa à equipe britânica. No começo do ano, quando houve a mudança na Presidência da República, os dirigentes da McLaren já haviam dito que contavam com a permanência da Petrobras no patrocínio, segundo o UOL.

Agora, porém, a estatal deve quebrar o acordo e forçar a equipe britânica a buscar um novo parceiro durante a temporada.

O prefeito Josivan Bibiano de Azevedo (PR), de Serra do Mel, esteve em audiência com a governadora Fátima Bezerra (PT), nesta quinta-feira, 17, em Natal.

Além do prefeito Bibiano, prefeitos do Vale do Açu, que juntos tentam implantar um consórcio voltado para a saúde.

“Importante essa união dos prefeitos do Vale do Açu, para que tenhamos esse consórcio voltado para a saúde, com o apoio do Governo do Estado”, observou Bibiano.

Ele ressaltou ainda que nesses momentos de crise financeira e incertezas que atravessa o País, “é necessário, e de forma urgente, buscarmos alternativas que possam garantir os serviços ofertados pelo Estado e municípios à população. E, independentemente de cor partidária”, pontuou.

Além de tratar da viabilidade do consórcio para a saúde, os prefeitos apresentaram diversas reivindicações a governadora. A do município de Serra do Mel, apresentada pelo prefeito Bibiano foi na questão do abastecimento de água. “Precisa-se de uma consolidação entre Governo do Estado e Prefeitura de Serra do Mel para resolver o abastecimento de água definitivamente em nossa cidade”, disse o prefeito.

Os prefeitos estiveram acompanhados do deputado estadual George Soares (PR) que tem forte atuação política no Vale do Açu.

Foto: Ricardo Moraes/Reuters)

Para quem quer seguir carreira pública, veja os concursos público scom inscrições abertas. As oportunidades profissionais estão espalhadas por todas as regiões do país.

Exército – 

São 450 vagas para a escola preparatória de cadetes, que exigem nível médio. São 400 vagas  para os homens e 50 para mulheres. Do quantitativo, 90 serão reservadas aos negros. (mais…)

A Câmara Municipal de Parnamirim transformou a devolução de recursos orçamentários ao Poder Executivo em um instrumento de melhoria da administração municipal, com benefícios diretos à população. Ao final dos dois últimos anos, a Câmara devolveu à Prefeitura da cidade quase 3 milhões de reais e relacionou em documentos a aplicação dos recursos em obras e aquisição de equipamentos, contemplando os setores de Saúde, Esporte, Segurança e recuperação de praças públicas.

De acordo com o presidente da Câmara a esse blog, Irani Guedes (PRB), os vereadores se reuniram e sugeriram à Prefeitura a aplicação dos recursos economizados na realização de obras e compra de equipamentos solicitados pela população. (mais…)

Os contribuintes que devem até R$ 5 milhões podem parcelar débitos com a Receita Federal. O Diário Oficial da União publicou hoje (16) instrução normativa que amplia em cinco vezes o valor máximo de parcelamento ordinário.
O limite anterior, de R$ 1 milhão, não era reajustado desde 2013. O parcelamento ordinário permite que os débitos com o Fisco sejam renegociados em até 60 parcelas (cinco anos). No entanto, diferentemente dos parcelamentos especiais, também chamados de Refis, não há desconto nas multas e nos juros.

A instrução normativa foi necessária depois que o Ministério da Economia revogou uma portaria conjunta da Receita Federal e da Procuradoria-Geral de Fazenda Nacional (PGFN) de 2009 que unificava os procedimentos para o parcelamento de débitos nos dois órgãos. A Receita administra as dívidas tributárias (tributos em atraso). A PGFN cuida da dívida ativa da União, que reúne os débitos cobrados na Justiça.

Segundo a portaria, o valor de cada parcela será obtido mediante a divisão do valor da dívida consolidada pelo número de parcelas pedidas, desde que a prestação mínima corresponda a R$ 200 para devedor pessoa física ou R$ 500 para devedor pessoa jurídica.

Agência Brasil

Em função da atuação ministerial, Prefeitura realizará classificação de risco para o atendimento nas unidades básicas de saúde e Hospital Regional Nelson Inácio dos Santos passou a realizar o exame do coraçãozinho nos recém-nascidos

Duas recomendações expedidas pelo Ministério Público do Rio Grande (MPRN) foram acatadas e a população da cidade de Assu foi beneficiada com significativas melhorias nos serviços de saúde. A implantação do atendimento via classificação de risco nas unidades básicas de saúde já foi iniciada e a realização do Teste do Coraçãozinho está regularizada no Hospital Regional Nelson Inácio dos Santos.

 

A primeira medida é resultado de um procedimento administrativo instaurado pela 3ª Promotoria de Justiça de Assu, para apurar a existência de notícias de venda de locais em filas de atendimento de unidades básicas de saúde da cidade. Para regularizar a situação

o MPRN expediu uma recomendação, que foi atendida pela Prefeitura.

 A gestão municipal já encaminhou à 3ª Promotoria de Justiça o Plano de Ação que vai garantir a implantação do atendimento via classificação de risco. As medidas elencadas incluem deste a produção de manual instrutivo e de material com fluxogramas, até a capacitação e sensibilização dos profissionais de saúde.

A segunda medida, que garantiu a regularização do Teste do Coraçãozinho, também foi fruto de uma recomendação expedida em fevereiro deste ano.

Os Testes da Orelhinha e da Linguinha ainda estão sendo providenciados pelo Hospital, conforme foi informado no ofício encaminhado, em virtude da ausência de fonoaudiólogo no Município. O documento esclarece que a questão já foi encaminhada à Secretaria Estadual de Saúde Pública para tomada de providências.

 

Essa atuação do MPRN em Assu faz parte do projeto Nascer com Dignidade, que objetiva a adoção de providências para diminuir o índice de mortalidade neonatal e infantil no Estado do Rio Grande do Norte. A proposta é assegurar a fiscalização e o aperfeiçoamento dos serviços de saúde para grávidas, parturientes e mães em estado puerperal.

Fonte: http://www.mprn.mp.br

 Na manhã desta quinta-feira (16), na governadoria do Estado, o deputado estadual George Soares (PR) levou os prefeitos do Vale do Açu que formam sua base política regional para uma importante audiência com a governadora Fátima Bezerra (PT), o secretário de saúde, Cipriano Maia e o vice-governador, Antenor Roberto. O objetivo da reunião, segundo George Soares, foi formar o grupo de trabalho para iniciar os debates da instalação do consórcio da saúde no Vale do Açu.

 

“Com essa nossa primeira reunião, vamos elaborar um plano entre os prefeitos do Vale, pactuando a saúde da região e dividindo as despesas com o estado para melhorar o atendimento à nossa população,” disse o parlamentar.

 

A governadora Fátima anunciou que deseja instalar oito policlínicas no RN, nos moldes do que acontece na região de Russas, no Ceará. “Esse é o caminho para nosso primeiro consórcio de saúde do RN e queremos começar pelo Vale do Açu. Se deu certo no Ceará, pode dar certo também no RN. Estamos dando encaminhamento à discussão trazida pelo deputado George, propondo uma outra reunião de trabalho entre os prefeitos das cidades envolvidas, os seus secretários municipais de saúde e a equipe da saúde estadual, na próxima semana,” concluiu a governadora Fátima.

 

Participaram do encontro os prefeitos Gustavo Soares (Assú), Alaor Pessoa (Itajá), Reno Marinho (São Rafael), Valderedo Bertoldo (Ipanguaçu), Thiago Meira (Carnaubais), Flaudivan Martins (Pendências), Abelardo Rodrigues ( Alto do Rodrigues) e Josivan Bibiano (Serra do Mel), além de vereadores e lideranças.

 

Fotos: Elisa Elsie/Assecom-RN

Blog De olho no Assú
16 - maio/2019

ESPECIAL MARILIA MENDONÇA EM ASSU

É nesse SABADO
Tá chegando o dia! Próximo sábado dia 18 de Maio as 22:00hs na Maçonaria, o Segundo ESPECIAL MARILIA MENDONÇA. Garanta sua senha ou reserve sua mesa no: 99629-9991 📞 .
Um Show diferente, com as melhores músicas e grandes sucessos da Marília, na voz de Renata Falcao com participação de Chryseelly cantando o melhor das antigas… Não fique de fora, se o primeiro foi bom, o segundo será melhor ainda.

A senadora Zenaide Maia, vice-presidente da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR), defendeu o projeto do senador Styvenson Valentim, aprovado nesta quarta-feira (15) naquela comissão, que inclui na Lei Geral do Turismo a interiorização e a valorização do turismo religioso. Essa inclusão vai estimular e desenvolver o turismo em várias cidades do interior do país, onde há rotas turísticas tradicionais, mas ainda pouco visitadas, na quais os investimentos não chegam.

Muitos estados são dotados de fortes potenciais turísticos em suas cidades do interior, como monumentos e festas religiosas.

O projeto de inclusão do turismo interiorano e religioso visa garantir que as políticas públicas para o setor cheguem àqueles redutos, promovendo desenvolvimento e qualidade de vida para o interior dos estados.

Grupo de trabalho com a finalidade de estudar e propor medidas para o aperfeiçoamento do processo de revalidação dos diplomas de graduação de medicina foi instituído pelo Ministério da Educação (MEC), de acordo com portaria publicada na edição dessa quinta-feira (16) do Diário Oficial da União.

O grupo será formado representantes da Secretaria de Educação Superior do MEC, do Instituto Nacional de Educação e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e Conselho Federal de Medicina (CFM). (mais…)

Facebook