O deputado estadual Tomba Farias (PSDB) falou, durante sessão plenária na Assembleia Legislativa nesta terça-feira (6), sobre as fiscalizações da Lei Seca nas festas da cidade de Santa Cruz. O parlamentar relatou que na 14ª “Santa Cruz Moto Fest”, que aconteceu no último final de semana, a fiscalização foi apenas para punir e não por questão educativa.

“Primeiro eu quero deixar bem claro que eu não sou contra a fiscalização da Lei Leca, mas na cidade de Santa Cruz está virando negócio para arrecadar, não existe o objetivo educativo”, disse Tomba. De acordo com o parlamentar, o “Santa Cruz Moto Fest” é um evento importante para o turismo da cidade e movimenta a economia local.

O parlamentar disse que este é o seu 3º pronunciamento sobre as intensas fiscalizações feitas na região. Ele sugeriu que o Governo faça uma blitz educativa para orientar o condutor. “Eu sou favorável que seja feita a fiscalização nas entradas e saídas da cidade para prevenir acidentes, mas não dentro dentro do evento”, ressaltou Tomba Farias.

Em aparte, o deputado Nelter Queiroz (MDB) parabenizou Tomba Farias pelo seu pronunciamento e pelo trabalho feito na cidade de Santa Cruz. Nelter comentou que esse assunto é preocupante. Para ele, isso prejudica as festas das cidades do interior do Estado. “As grandes festas das cidades do interior estão sendo prejudicadas, primeiro porque as estradas estão acabadas e depois porque essas fiscalizações estão prejudicando o turista”, disse o deputado.

O deputado Galeno Torquato (PSD) disse que no sábado passado foi até a cidade de Cerro Corá para o festival de inverno e não estava acontecendo nenhuma fiscalização. “Antes de chegar em Cerro Corá eu parei em um posto para abastecer o carro na cidade de Santa Cruz, lá eu ouvi vários motociclistas que estavam participando do evento de Moto Fest reclamando das fiscalizações, eu imaginei que em Cerro Corá também estivesse acontecendo, mas chegando lá não vi nenhuma”, relatou o deputado.

O deputado José Dias (PSDB) também aparteou o parlamentar e ressaltou a importância do Governo fazer blitz educativa. “As leis têm finalidades e a primeira e mais importante é educar. No Rio Grande do Norte essa parte foi esquecida”, destacou José Dias

Gustavo Carvalho (PSDB) disse ser favorável á Lei seca. “Sou favorável à Lei Seca, mas acho que no Brasil a tolerância 0 é exagerada. A lei seca tem duas vertentes a de educar e a de punir, e o Governo decidiu caminhar apenas pela vertente de punir”, disse o parlamentar.

O Cemitério publico Monsenhor José Honório, situado em Macau, está num lamentável estado de abandono. A mata toma conta de todo o espaço. Impossível reverenciar os mortos em tão drásticas condições. O descompromisso social e politico da administração pública municipal, responsável pela manutenção do espaço é notório. É triste para os familiares que são impedidos de fazer uma visita aos seus entes queridos. Difícil acreditar que fatos dessa natureza possam ocorrer. O fato é que se torna inadmissível que uma administração tão incompetente permaneça no comando de uma cidade do porte de Macau. A cidade merece mais. O povo de Macau tem uma importante decisão em suas mãos ano que vem.

Reprodução TV Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse nesta terça-feira (6), em evento num centro de exposições na Zona Sul de São Paulo, que vai entregar um Brasil “muito melhor” em “2022 ou 2026”.

O presidente, que durante a campanha disse que iria acabar com a reeleição, mudou o discurso em junho, quando admitiu disputar um novo mandato. E, em um evento em Goiás no final de julho, cogitou estar no cargo em “2024, 2025”.

“Temos tudo para ser uma grande nação. Tenho certeza que em 2022, ou 26, entregarei o Brasil, dada a confiança que eu tenho de grande parte da população, muito melhor do que encontrei”, afirmou em discurso na abertura do 29º Congresso ExpoFenabrave, no Transamerica Expo Center, nesta terça.

Legislação ambiental

Durante discurso, o presidente disse que estuda transferir as legislações ambiental e de armas aos estados.

“Pretendo, e estamos estudando uma coisa, que eu acho que é maravilhosa, o Congresso vai decidir, passar muitas atribuições do Estado, Estado Brasil, para os estados, por exemplo na questão do desarmamento. A questão [ministro do Meio Ambiente Ricardo] Salles, que talvez você vai concordar, de licenças ambientais. O que é que nós, de São Paulo, temos a ver com a questão ambiental de Roraima?”, disse.

“Se eu fosse rei de Roraima –atenção, imprensa, não quero ser rei– mas se eu fosse rei de Roraima, com tecnologia, em 20 anos teria uma tecnologia próxima à do Japão. Lá tem tudo. Por isso que 60% do território está inviabilizado com territórios indígenas e outras questões ambientais. Temos tudo para desenvolver a Amazônia”, acrescentou.

O presidente afirmou que dados de desmatamento apontaram que ele desmatou 88% da Amazônia, numa referência a números do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) que apontaram que o desmatamento no bioma cresceu 88% em 2018 na comparação com o mesmo mês de 2017.

“Isso é uma péssima propaganda do Brasil lá fora. Quando se fala que nós estamos desmatando, com dados imprecisos divulgados, e quando um número absurdo como aquele, de que eu já desmatei mais de 88% da Amazônia, eu sou o capitão motosserra, irmão do general, divulgar isso é péssimo para a gente”, afirmou Bolsonaro.

A insatisfação do presidente com os números levou à queda do diretor do instituto, Ricardo Galvão, que será substituído interinamente pelo oficial da Aeronáutica Darcton Policarpo Damião.

Na segunda-feira (5), Bolsonaro afirmou que “maus brasileiros” fazem campanha com “números mentirosos contra a nossa Amazônia”.

O governo de Jair Bolsonaro vem recebendo críticas de ambientalistas, cientistas, autoridades estrangeiras e da imprensa estrangeira pelas medidas que têm tomado em relação ao meio ambiente e pelos riscos que pode estar gerando para a preservação da Amazônia.

Além de questionar dados sobre o aumento do desmatamento na Amazônia divulgados pelo Inpe em julho, Bolsonaro tem defendido tornar garimpos legais e já tentou transferir para o Ministério da Agricultura a competência da demarcação de terras indígenas. Só neste ano, o governo federal liberou o registro de um total de 262 de agrotóxicos.

Correios

Sem detalhar, Bolsonaro afirmou que “vai privatizar os Correios”. Na semana passada, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse durante palestra que, após a venda da BR Distribuidora, a privatização dos Correios era a prioridade do governo.

Filho na embaixada

O presidente voltou a defender que Eduardo Bolsonaro, seu filho, seja nomeado embaixador do Brasil nos Estados Unidos. “Essas críticas não procedem. Até disse ontem: estão zombando de mim. Se não for ele, que é meu filho, vai ser filho de alguém. Todo mundo é filho de alguém. Até filho da imprensa a gente é de vez em quando”, disse.

“Ontem a imprensa perguntou para mim se o meu filho teria coragem de dizer ‘não’ caso fosse embaixador nos Estados Unidos. Eu falei: pior são os governos anteriores, que diziam sim à Venezuela e Cuba o tempo todo”, afirmou. “Eu disse para a imprensa também que, além de fritar hambúrguer, meu filho também entregou pizza nos EUA. E esteve lá por seis meses porque pediu para mim para ir pra lá, para aperfeiçoar o inglês.”

Ele disse, ainda, que o filho tem a simpatia da família do presidente americano, Donald Trump. “Fala inglês, espanhol, é advogado. Apesar de eu ser contra o exame da Ordem [dos Advogados do Brasil], desculpe, ele passou no exame. Passou no concurso da PF. Está no segundo mandato de deputado federal, goza de viabilidade e simpatia da família de Trump. Alguém tem melhor do que isso como cartão de visita pra nós?”

O nome de Eduardo Bolsonaro precisa passar por aprovação prévia no Senado Federal. Entenda as regras para indicação de embaixadores.

Pontos na CNH

O presidente voltou a citar o projeto que propõe aumentar para 40 o número de pontos necessários para suspender a carteira nacional de habilitação (CNH).

“O motorista profissional fica sem a carteira de motorista e a de trabalho”, disse. Ele afirmou que pretende também “acabar com o simulador”. “No meu tempo não tinha videogame. Eu comecei com o Atari. Por que o simulador? Menos R$ 300 na vida dos mais pobres.”

Para que as mudanças entrem em vigor, o projeto precisará ser discutido no âmbito das comissões e, depois de aprovado, apreciado pelo plenário da Câmara e do Senado.

O projeto do governo também prevê a ampliação da validade da habilitação, de cinco para dez anos. A habilitação dos idosos também terá validade ampliada de dois e meio para cinco anos.

G1

(mais…)

O De Olho no Assú esteve em Macau e ouviu o desabafo da população. Uma cidade antes vista como um pólo de desenvolvimento e turismo, encontra-se em estado de abandono, um fato lastimável, um quadro triste para um município que poderia estar despontando como um dos destaques do nosso estado.

O Observatório de Recursos Humanos em Saúde, vinculado ao Departamento de Saúde Coletiva da UFRN, concluiu mais uma etapa de formação de gestores da saúde no Brasil.

Desta vez, foram 750 pessoas das regiões Sul e Sudeste, através do curso de Especialização em Gestão do Trabalho e Educação na Saúde e das turmas especiais do Ministério da Saúde (MS).

A proposta integra o leque de atividades do projeto Apoio à Estruturação da Rede de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde no Brasil, resultado de convênio entre a UFRN e o Ministério da Saúde.

A CPI dos combustíveis em Macau mal começou e já descobriu algumas irregularidades, como é o caso do veículo Fiat Uno de placas MZE 4903 da secretaria de Agricultura. Mesmo estando parado a mais de dois meses o carro continua sendo abastecido com quantidade exorbitante de combustível tipo gasolina.
O Blog É isso aí! Esteve hoje na Secretaria de Agricultura e constatou in loco que o carro está com seus pneus vazios devido estar parado a bastante tempo e empoeirado devido aos meses sem ser usado. Segundo funcionários da secretaria o carro não é utilizado a mais de dois meses.
Vizinhos que moram ao lado da secretaria informaram que esse tempo é superior e que o carro está parado a mais de 3 meses.
De toda forma consta no Portal da transparência do município de Macau que a prefeitura está pagando todos os meses o abastecimento do veículo, assim como o abastecimento de outro veículo tipo Chevrolet Prisma de placas NNR 5340 também pertencente a secretaria de agricultura do município de Macau.
No mês de julho a prefeitura de Macau pagou só para esses dois veículos a quantia de R$ 3.410,41 equivalente a 714,97 litros de gasolina.
Se levarmos em consideração que os veículos são carros populares do tipo econômicos eles teriam que rodar mais de 480 km por dia útil para que esse combustível tivesse sido consumido apenas no mês de julho de 2019, mesmo assim não explicaria o fato de um carro que não está funcionado a prefeitura de Macau estar pagando o seu abastecimento.
Para onde está indo esse dinheiro?
No mês de junho de 2019 a prefeitura de Macau abasteceu nesses dois veículos da secretaria de agricultura 1.571,16 litros de gasolina e pagou o total de R$ 7.494,43 referente ao abastecimento do Chevrolet Prisma de placas NNR 5340 e do Fiat Uno quebrado de placas MZL 4903. O que dá um média de mais de 71 litros de gasolina por dia útil, e os veículos teriam que ter rodado em média 1.071 Km Por dia útil, levando em conta que o Fiat Uno está parado, esses valores foram gastos apenas com um único veículo Chevrolet Prisma de placas NNR 5340.
Mas as irregularidades constatadas não param por aí!
Em breve o Blog É isso aí divulgará mais matérias com provas da farra de combustível na prefeitura de Macau.
Até a próxima matéria.
É isso aí!
Por Leandro de Souza

(mais…)

O deputado George Soares (PR) usou o horário destinado às lideranças da Assembleia Legislativa, na sessão plenária desta terça-feira (6), para destacar o que classificou como “sucesso”, da primeira edição da ExpoAssú, feira agropecuária que integra o Circuito Estadual de Exposições Agropecuárias, coordenado pela Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sape). O evento, que aconteceu entre os dias 2 e 4 de agosto, movimentou mais de R$ 1 milhão em negócios realizados.

“Queremos destacar o sucesso dessa inciativa mesmo diante das dificuldades encontradas pelo Governo do Estado. O montante de negócios superou a meta e passou de R$ 1 milhão na comercialização de mais de 64 currais e a compra e venda de caprinos, ovinos, equinos, e equipamentos em 20 stands”, elencou George.

O parlamentar lembrou ainda que a realização da exposição movimentou o setor de hotelaria da cidade, além da realização de palestras e cursos para produtores e população local.

 O Prefeito, Alaor Pessoa e a Secretária Municipal de Educação, Josélia Valentim, entregaram aos alunos da Escola Municipal Maria Lindalva da Cunha, material esportivo contendo, quimono, luva, capacete, caneleira, protetor de boca, protetor de seio, protetor de peito, cinco mentores quadrados de tatame e um saco de pancada oficial. Os alunos da modalidade de karatê que estudam na referida escola irão competir no JERN’s.

(mais…)

A Medida Provisória assinada  pelo presidente Jair Bolsonaro para tornar permanente a antecipação do 13º de aposentados e pensionistas do INSS também faz ajustes no alcance do programa especial de análise de benefícios instituído no início este ano.

O pente-fino atingia antes benefícios cujo prazo regular de análise, de 45 dias, havia expirado até 18 de janeiro de 2019. Agora, com a mudança, o escopo vai até benefícios cujo prazo regular de análise expirou até 15 de junho de 2019.

O Ministério da Saúde deu na segunda-feira (5), o primeiro passo para a decretação de emergência em saúde pública por sarampo. Diante do avanço de registros em São Paulo e da notificação de casos em outros 7 Estados do País, o Ministério da Saúde colocou ontem em operação o Comitê Operativo de Emergência em Saúde (COE).

O grupo, com representantes de vigilância, vacinação, atendimento hospitalar, atenção básica e assistência farmacêutica, é encarregado de fazer um acompanhamento diário da evolução da epidemia. Antes dessa medida, o monitoramento da pasta era semanal.


Facebook