Foto: Arquivo/Agência Brasil

Esta semana será de mudanças na legislação com a edição de um decreto e uma medida provisória (MP), ambos aguardando aprovação do presidente Jair Bolsonaro. Uma delas flexibilizará a posse de armas de fogo no país. A outra combaterá fraudes no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

As duas propostas passaram os últimos dias em fase de ajustes finais pela equipe técnica do governo e chegarão à mesa de Bolsonaro esta semana.

Facilitar o acesso do cidadão à arma de fogo foi uma das principais propostas de Bolsonaro durante a campanha eleitoral. Em menos de um mês de governo, ele cumprirá sua promessa e vai desburocratizar a posse desse tipo de arma. (mais…)

Na análise da chuva acumulada no ano de 2018, quando comparada com a média climatológica anual, que é de 847,4 milímetros, é observado um desvio percentual negativo de -7,0 %, isto é, choveu um pouco abaixo da média esperada. Mesmo assim a situação é bem melhor que os últimos anos, comparando com o balanço anual de chuvas em 2017 quando a média registrada foi de 630,5 milímetros, choveu -27,4% abaixo da média anual para o Estado que é de 847,4mm. O ano termina confirmando que depois de 6 anos consecutivos de seca severa, a situação começou a mudar, já no primeiro semestre de 2018, que compreende o período chuvoso no semiárido potiguar (fevereiro a maio), os dados divulgados pela Emparn mostrou que o volume registrado 734,6mm, ficou bem próximo do que costuma chover, quando a média é de 758mm, choveu apenas 2,2% abaixo da média para o período.

Em 2018, o Litoral, foi a região onde o choveu menos, comparando com a média que costuma chover durante todo o ano. Como mostra o quadro abaixo, a média anual no Litoral Leste é de 1246,3 milímetros e choveu 1060,0 mm (-14,9%).

Dezembro de 2018 foi o mais chuvoso dos últimos anos e contribuiu para o aumento do volume anual

Em dezembro, mês de pouca chuva, em 2018 o volume registrado foi bem acima da média, devido a atuação do sistema meteorológico Vórtice Ciclônico de Ar Superior (VCANS). Destaque para as regiões Central (+96,8%) e Oeste (+69,4%). O Litoral Leste, foi a única região potiguar onde o volume anual de chuva, ficou abaixo da média (-22,8%). No total para o Estado, o volume de chuva em dezembro/2018, foi de 47,1% acima da média.

Previsão para janeiro de 2019 é de chuva

O ano de 2019 começou com a presença do Fenômeno EL NIÑO fraco a moderado no Oceano Pacífico, e com tendência de apresentar uma diminuição na sua intensidade nos próximos meses. Esse comportamento, El Niño Fraco, é favorável a ocorrência de chuvas na região Nordeste do Brasil para o período de fevereiro a maio de 2019. No caso do restante do mês de janeiro e fevereiro, as previsões indicam que as chuvas deverão continuar com grande variabilidade temporal e espacial, uma vez que o sistema meteorológico que atua nessa época do ano, o Vórtice Ciclônico de Ar Superior (VCANS), apresenta esse comportamento, além de ser de baixa previsibilidade. Além disso a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), principal sistema meteorológico que provoca chuva no sertão nordestino, já está atuando em conjunto com o Vórtice Ciclônico. Esse ano Zona de Convergência Intertropical, começou a atuar com antecedência, já que normalmente começa a atuar, provocando boas chuvas, a partir do segundo semestre de fevereiro.

Foto: REUTERS/Max Rossi

O avião que trouxe Cesare Battisti à Itália aterrissou no aeroporto de Roma Ciampino nesta segunda-feira (14), pouco depois das 11h30, uma hora antes da previsão inicial. Após uma rápida inspeção da polícia dentro do avião, o condenado foi escoltado até uma sala no hangar do governo.

“É uma segunda-feira histórica para a Itália e para os italianos”, disse o ministro do Interior Matteo Salvini, durante uma coletiva de imprensa ainda na pista do aeroporto. As primeiras palavras de Battisti na Itália foram: “Agora sei que irei para a cadeia”.

Em uma coletiva de imprensa no início da tarde, no Palácio Chigi, sede do Governo italiano, o ministro da Justiça, Alfonso Bonafede, informou que Cesare Battisti cumprirá a pena de prisão perpétua na penitenciária de Oristano, na Sardenha. “Foi uma escolha para que todas as condições particulares de segurança sejam garantidas”, explicou.

Rota pelo Brasil não foi aceita pelo governo italiano

O premiê Giuseppe Conte, por sua vez, afirmou que foi garantido “o percurso mais seguro e veloz para que Battisti chegasse à Itália”. Conte agradeceu a todas as autoridades envolvidas na captura e na extradição de Battisti, inclusive o presidente Jair Bolsonaro, com o qual afirmou ter mantido uma longa conversa no domingo (13).

“Foi considerada a possibilidade de um retorno do condenado ao território brasileiro, de onde havia escapado e onde já havia um procedimento em aberto para a extradição, mas decidimos que era absolutamente necessário garantir que Battisti pudesse pagar a integridade de sua pena determinada pela Justiça italiana em nosso sistema penitenciário”, explicou Conte.

“Agora as vítimas podem descansar em paz”

“Esse bandido, que passou anos nas praias do Brasil ou tomando champanhe em Paris, matou (entre 1978 e 1979) um marechal de 54 anos, um açougueiro, um joalheiro e um jovem policial. Ele tem que ir para a cadeia pelo resto de sua vida”, ressaltou Salvini aos repórteres, no domingo.

“Agora as vítimas podem descansar em paz”, acrescentou Alberto Torregiani, filho do joalheiro assassinado diante de seus olhos quando ele tinha 15 anos. Ferido na tragédia, ele ficou tetraplégico. Cesare Battisti, que integrou o grupo Proletários Armados pelo Comunismo, nos anos 1970, foi entregue às autoridades italianas no aeroporto de Viru Viru, em Santa Cruz de la Sierra, por volta das 17h do domingo, e enviado para a Itália.

Com a prisão, chega ao fim uma fuga de 37 anos. Battisti escapou da prisão em 1981, viveu refugiado em Paris e logo depois foi para o México. Desde então, nunca mais pisou na Itália. Quatro anos após fugir da cadeia, ele foi julgado à revelia e condenado à prisão perpétua por 4 assassinatos: dois cometidos e dois nos quais participou. Em 1991, a sentença foi confirmada pela Corte Suprema italiana (Cassazione).

RFI

 

O sonho dos agricultores assentados do Cavaco foi realizado. A prefeitura de Carnaubais realizou alargamento do beco que dar acesso a vila. O serviço de piçarramento foi concluído e os moradores agradecem a atitude do prefeito Dr Thiago Meira.

O irmão Dorielson Soares da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Assú está reunindo voluntários e recursos financeiros de doação numa ação voltada para as comunidades de Morada Nova e proximidades.

 

Segundo Dorielson o propósito do Projeto Reconstruindo Sonhos, é substituir casas de taipa por construções em alvenaria para famílias carentes. Inicialmente a ação contempla benefício os membros da denominação.

A primeira casa já foi entregue. A previsão é que a edificação da próxima casa seja iniciada no dia 14 de janeiro. Idealizador do projeto Reconstruindo Sonhos, Dorielson Soares faz questão de deixar claro que são as doações de pessoas que nem querem que o nome seja divulgado, e a direção de Deus que transformam em realidade o sonho de uma casa própria.

 

O irmão Dorielson afirma que este projeto não tem nada a ver com política. Para saber mais sobre a inciativa e como contribuir basta ligar para (84) 99651-6555 e falar com Dorielson Soares.

Em menos de duas semanas após a posse do novo governo, decisões tomadas por Jair Bolsonaro, por integrantes de seu primeiro escalão ou por seu partido, o PSL, foram vistas com desconfianças na base mais fiel de seguidores do presidente da República, a chamada rede bolsonarista na internet.

acordo com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a indicação do filho do vice-presidente, Hamilton Mourão, para cargo mais alto no Banco do Brasil e até mudanças na legislação armamentista, uma das bandeiras de Bolsonaro, geraram discórdia nas redes sociais entre apoiadores e influenciadores digitais da ‘nova direita’.

As primeiras críticas de apoiadores de Bolsonaro surgiram no dia seguinte à posse, dia 2, quando o PSL anunciou que referendaria a reeleição de Rodrigo Maia (DEM) à Câmara. Seguidores do presidente associaram a aliança à “velha política” e ao “toma lá da cá”, práticas que o próprio presidente diz combater. (mais…)

Blog De olho no Assú
14 - jan/2019

MP intima assessores de Flávio ligados a Queiroz

Nem Fabrício Queiroz, nem sua família e muito menos Flávio Bolsonaro prestaram depoimento ainda, mas o Ministério Público do Rio de Janeiro não está com a investigação parada.

Já foram intimados a depor alguns assessores do gabinete de Flávio que transferiram dinheiro para Queiroz.

LAURO JARDIM

 O ex-prefeito de Assú, Ivan Lopes Júnior, derrotado mais uma vez nas urnas nesse último ano, resolveu agora virar apresentador de programa de rádio na capital do Vale.

 

Depois que teve seu nome vetado para assumir cargo público no Governo Fátima, por ter sido alvo de várias denúncias de desvios dos recursos vindos para enchente de Assú em 2009, Ivan está sem perspectivas políticas.

 

O desespero para se manter na mídia é grande. Todos achavam que Ivan voltaria a atuar como bioquímico, que é sua profissão, mas pelo jeito, ele não quer mais isso e deseja agora viver de aparecer na mídia e se aproveitar da política. Êta vida!

Blog De olho no Assú
13 - jan/2019

A OUTRA FACE: QUE MORAL TEM UM DERROTADO?

 

Gostei da notícia que o derrotado Ivan Júnior vai usar a Rádio dos Soares, conforme seu escrevente, para oficialmente fazer oposição ao Prefeito Gustavo.

O seu escrevente cabriteiro denunciou o contrato da PMA com a Rádio Princesa,
com o argumento de uma pequena participação acionária, no intuito
de ser aberto um processo contra a Rádio e prejudica-la.

Mas, as vezes o tiro sai pela culatra, vejam:
Tem moral para falar em municipalismo, um às elemento que sendo prefeito de uma cidade, pratica DESVIO DE DINHEIRO PÚBLICO (ENCHENTÃO), e deixou
a cidade sem condições de suportar uma chuva, por menor que seja?

O ELEMENTO USOU O DINHEIRO DA SAÚDE, com contratos milionários para a sua
Mulher, o Pai, os Irmãos e Cunhada e deixou as UPAS abandonadas e inacabadas?

UM ELEMENTO QUE CRIOU MAIS DE 170 cargos comissionados para nomear cabos eleitorais?

JÁ PROCESSOU UM FUNCIONÁRIO DA PRINCESA, por ter colocado no ar uma verdade.

E PRA FECHAR COM CHAVE DE OURO O MANDATO: Ele deixou atrasados os salários dos funcionários da prefeitura quando perdeu a eleição de sucessão.

Sei que os dirigentes da Rádio Princesa sabem de tudo isso. Isso
prova que a rádio é democrática e não é dos Soares.

Vou me aproveitar da sugestão do Blog dos Rabiscos e vou ficar enviando perguntas. Abs, Eridu.

Blog De olho no Assú
13 - jan/2019

Salário mínimo volta a ter ganho real após 2 anos

O salário mínimo teve aumento real (descontada a inflação) de 1,14% em 2019, segundo a Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade). Foi o primeiro ganho frente ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) após dois anos de queda.

O mínimo nacional foi reajustado pelo governo em 4,61% no dia 1º de janeiro, passando de R$ 954 para R$ 998. Já o INPC subiu 3,43% em 2018.

Para reajustar o mínimo, o governo considera a variação do INPC no ano anterior (2018) mais o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) em 2017, que foi de 1,1%.

Aumentos reais do salário mínimo

Ganho frente à inflação medida pelo INPC, em %
>
G1

Facebook