Na primeira semana da volta aos trabalhos depois do recesso de verão no Congresso americano, a Amazônia foi tema de duas iniciativas. O deputado democrata Peter DeFazio propôs uma lei para proibir a importação de determinados produtos brasileiros e também a negociação de um acordo de livre comércio com o país. Já em uma audiência na Comissão de Relações Exteriores, os deputados trataram da crise na Amazônia, focando nas relações entre o governo Trump e o governo Bolsonaro e no papel da China no desmatamento .

O projeto de lei de DeFazio fala em barrar a importação de carne, soja, couro, madeira, açúcar, tabaco, papel, milho e petróleo do Brasil. O texto menciona também proibir que o representante de Comércio americano leve adiante negociações de um acordo de livre comércio com o país, devido à “falha do governo do Brasil em combater agressivamente os incêndios na Floresta Amazônia e o desmatamento”. (mais…)

O presidente do TRE-RN desembargador Glauber Rêgo e o Corregedor Cornélio Alves receberam hoje em Brasília o principal prêmio do Ranking Transparência, concedido pelo Conselho Nacional de Justiça. A entrega foi feita pelo presidente do CNJ, ministro Dias Toffoli.

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte foi primeiro colocado, entre todos os segmentos da Justiça brasileira, alcançando uma pontuação de 95,08% dos itens avaliados pelo CNJ.

O presidente Glauber Rêgo recebeu o prêmio junto com a diretora-geral do TRE-RN, Simone Mello, responsável pelo acompanhamento das informações no site da instituição, o que possibilitou a conquista do prêmio.

Também participou da premiação a juíza Soledade Fernandes.

 

Com forte vocação para a prática de esportes náuticos, o município de Guamaré recebe no próximo final de semana, a etapa 2019 do Circuito Petrobras de Vela. A Prefeitura de Guamaré é parceira no projeto que integra uma série de atividades, com programação na sexta-feira, 13, e no sábado, 14.
Em Guamaré, o Circuito Petrobras de Vela conta com a parceria também da Colônia de Pescadores Z-17 e da Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos do RN, que acompanha todas as etapas do evento no Estado. Várias secretarias da gestão municipal apoiam o projeto, com ações nas mais diversas áreas… CONTINUE LENDO…

O deputado estadual George Soares (PL) participou, na tarde desta terça-feira (10), da comemoração aos 50 anos da CAERN, realizada no Cine-teatro de Assu. Ao lado do presidente Roberto Linhares, da secretária da governadoria, Inês Almeida, e junto com todos da regional assuense, o parlamentar destacou a importância de se registrar e reviver a história dessa instituição do Estado, principalmente, no Vale do Açu.

“Nossa região é muito rica em água e a CAERN teve um papel fundamental no desenvolvimento do Vale, principalmente, na era em que começou a ser implantado o Projeto Jacaré, na gestão do ex-prefeito Ronaldo Soares, meu pai, que trouxe água encanada do Açude Mendubim para a capital do Vale. A CAERN é uma instituição valorosa e pode contar sempre com nosso mandato na Assembleia Legislativa. Parabéns à todos que fazem essa companhia!” desejou o deputado George.

STF decide afastar novamente prefeito e vice prefeita de Alto do Rodrigues.

Prefeito Abelardo cassado pela suprema corte. STF decide afastar novamente prefeito e vice prefeita de Alto do Rodrigues, Há poucos minutos a primeira turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu por maioria (3×2) dar provimento ao agravo interno, e negou provimento ao recurso extraordinário pedido pela defesa do Prefeito. Com isso, a liminar que mantinha o prefeito e a vice nos cargos, passa a não mais ter valor e com isso após a publicação do acórdão, o pedido de afastamento imediato será enviado pela justiça.

Prefeito Abelardo cassado pela suprema corte
Prefeito Abelardo cassado pela suprema corte

Nesse caso assumirá a prefeitura interinamente pela segunda vez, o presidente da Câmara Municipal Vereador Nixon Baracho, agora Alto do Rodrigues aguardar a publicação do acordão que será feito nos próximos dias pela ministra Rosa Weber, para a posse do prefeito interino e ao mesmo tempo a convocação para novas eleições.

O prefeito Abelardo Rodrigues já passou por um momento semelhante a esse, quando no ano passado foi afastado das atividades de prefeito, na oportunidade, o então presidente Nixon Baracho tomou posse interinamente, onde ficou por exatos 3 dias, tempo em quer Abelardo conseguiu por meio de liminar voltar ao cargo de Prefeito.

A cidade de Alto do Rodrigues aguardava desde a semana que passou esta decisão, nos bastidores acreditava-se que o prefeito iria dá a volta por cima, porem depois do voto do ministro Barroso a situação do gestor municipal ficou delicada e na tarde de hoje o ministro Flux deu seu voto favorável pela cassação do mandato do atual prefeito, jogando fora todas as esperança do prefeito Abelardo em se manter no poder ate o próximo ano.

A nossa redação tentará nas próximas horas falar com o presidente da câmara Nixon, para saber do atual presidente como ele ver essa nova roupagem politica que acaba de surgir em Alto do Rodrigues.

Foto: Divulgação

Garantir mais recursos para os Estados e Municípios brasileiros. Esse é o principal objetivo do Projeto de Lei Complementar (PLC 209/2019) apresentado recentemente pelo deputado federal Walter Alves (MDB-RN). O projeto altera a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e prevê que renúncias de receita compensatórias sejam feitas apenas com recursos da União.

“Sempre fui defensor de um novo Pacto Federativo, com mais recursos destinamos para onde o cidadão vive. O projeto que apresentamos tem como finalidade proteger os Estados e Municípios para que não haja renúncia de receita. Por vezes, a União, sem entrar em acordo com os demais entes federativos, decide estabelecer benefícios tributários usando recursos que seriam compartilhados. Nossa proposta proíbe o uso dessa manobra”, afirma Walter Alves.

O PLC 209/19 altera a Lei Complementar 101/2000 (LRF) e define que é vedado à União estabelecer medidas que acarretem renúncia de receita, ainda que para beneficiar o desenvolvimento regional, quando se tratar de recursos compartilhados com os Estados, Distrito Federal e Municípios por determinação constitucional ou legal.

Para justificar a apresentação do PLC, Walter explica que a União faz uso do expediente que a sabedoria popular identifica como “favor com o chapéu alheio”. Para alcançar seus objetivos imediatos, o governo federal resolve estabelecer benefícios tributários, usando os recursos que compartilha com Estados e Municípios, por determinação legal, e sem qualquer tipo de negociação com os demais entes envolvidos.

“De uma hora para outra, os Estados e Municípios se veem destituídos de seus recursos sem nada poderem fazer a respeito, sendo penalizados com novas restrições em seus já pressionados orçamentos. Por mais urgente que sejam as metas e objetivos nacionais, não podemos admitir que se cumpra tais metas às custas do lado mais fraco do Pacto Federativo”, explica Walter Alves.

Foto: Reprodução

Vídeo que pode ser conferido a partir de 1h05 minutos no link aqui na TV Ponta Negra, através do portal OP9, registra um caso bizarro na capital potiguar. Na ocasião, durante a vacinação antirrábica de uma cadela, um profissional do Centro de Zooonose errou a aplicação, enquanto a mulher segurava o animal, e injetou a vacina na moradora.

Após o episódio, a vítima do erro bizarro acabou passando mal e foi parar no hospital. Confira todos os detalhes em reportagem no vídeo.

 

Com a presença do secretário de Estado da Saúde, médico Cipriano Maia, a Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) debateu, em sua reunião na manhã desta terça-feira (10), o Projeto de Lei de autoria do Governo do Estado que dispõe  sobre a participação do Rio Grande do Norte nos Consórcios Inter federativos de Saúde, nos termos da Lei Federal  11.1067 de 2005.

“O Projeto é da maior relevância para reestruturar o SUS no Rio Grande do Norte. O principal objetivo é a regionalização da Saúde, para que os problemas de atendimento sejam resolvidos mais próximo de onde as pessoas moram. O Projeto autoriza o Estado a criar o consórcio com a participação dos municípios. Essa é uma forma efetiva de eliminar gargalos que nós e os municípios temos condições de resolver”, disse o secretário Cipriano Maia ao falar sobre a matéria.

Da redação – Assú Notícia: Alan Adryan Costa Silva, de 13 anos de idade, pois fim a sua própria vida na tarde desta terça-feira, 10 de Setembro de 2019, no bairro Feliz Assú, na Terra dos Poetas. O garoto ainda chegou a ser levado imediatamente para o Hospital Regional Nelson Inácio dos Santos, onde deu entrada já sem vida.
Relatos dão conta que o menino Alan, usou uma corda e cometeu o suicídio num pilar.
A nossa reportagem direciona os sentimentos a todos os familiares do garotinho, que era estudante do Complexo Educacional Santo André – CESA, em Assú.
Setembro Amarelo é uma campanha brasileira de prevenção ao suicídio, iniciada em 2015. É uma iniciativa do Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). O mês de setembro foi escolhido para a campanha porque, desde 2003, o dia 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio.[1][2] A ideia é promover eventos que abram espaço para debates sobre suicídio e divulgar o tema alertando a população sobre a importância de sua discussão.
Durante o mês da campanha, costuma-se iluminar locais públicos com a cor amarela. Por exemplo, em 2015 foram iluminados o Cristo Redentor (RJ), o Congresso Nacional (DF), o Estádio Beira Rio (RS), entre outros.

Não sou cientista político, apenas um observador de suas manhas e artemanhas.

Vejam, o Prefeito Dr. Gustavo, sem dizer uma palavra, desmoralizou todo discurso do ex-prefeito Ivan Júnior. Bastou BOTAR AS OBRAS NA RUA, COM O DINHEIRO PRÓPRIO DA PMA.

Naturalmente, que o Ivan sabe que as maracutaias feitas na PMA começaram a serem descobertas e essas maracutaias tinham o claro objetivo de enriquecer A FAMÍLIA DELE.

No caso da FUNASA, veio o dinheiro para abastecer as comunidades COM ÁGUA e desviaram a verba na maior cara de pau.

Já falei aqui sobre a participação da família do Ivan Júnior na CLÍNICA DE HEMODIÁLISE.

É bom que exista uma investigação para saber como foi que o irmão de
Ivan Júnior, o tal do Caio Lopes, comprou 20% das ações dessa clínica.

(Vejam o documento 1), (Documento 2) um investimento de R$ 4 milhões de reais. Pior que há uma coincidência aí, pois o surgimento da clínica foi logo após o desvio do dinheiro do ENCHENTÃO.

Como vocês se lembram, esse dinheiro veio para socorrer os atingidos pela enchente de 2009, e mais de 70% dos recursos foi desviado de sua finalidade.

O Ivan passou oito anos falando mal de Ronaldo Soares, enquanto agia na calada da noite, enricando a família dele e, certamente, ele próprio.

Agora, ele está enlouquecido politicamente, pois toda a cidade do Assú quer saber onde IVAN JÚNIOR BOTOU TANTO DINHEIRO que era para servir aos assuenses. Abs, Eridu.


Facebook