Foto: Dado Ruvic/Reuters

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social do Japão elaborou um plano para tornar mais rápido o processo até que vacinas contra o novo coronavírus possam ser usadas na prática. A ideia é acelerá-lo ao incentivar, de maneira simultânea, tanto a pesquisa e o desenvolvimento quanto a produção.

O ministério reservou cerca de US$ 455 milhões em subsídios para instituições envolvidas no desenvolvimento de vacinas, como parte de uma segunda proposta de orçamento suplementar para o ano fiscal atual.

A pasta também reservou cerca de US$ 1,3 bilhão em verbas extras para incentivar empresas privadas a investir em unidades de produção de vacinas.

Autoridades de saúde afirmaram a representantes de partidos governistas que esperam poder começar a vacinar a população contra o novo coronavírus na primeira metade do próximo ano. Ao mesmo tempo em que incentivam investimentos na capacidade de produção, eles também querem facilitar o processo de aprovação da vacina.

Agência Brasil

Emporio


Foto: reprodução/TV Brasil

Trabalhadores vulneráveis, como autônomos, informais e microempreendedores, se viram em alerta diante da paralisia comercial para o combate à propagação da covid-19. A suspensão forçada das atividades comerciais para conter a pandemia fez o dinheiro parar de entrar na conta desses trabalhadores que agora estão no vermelho e com o sustento ameaçado. O sinal de alívio chegou com o anúncio do auxílio emergencial de R$ 600 oferecido pelo governo federal.

O agente escolhido para o repasse foi a Caixa Econômica Federal, que já fez o pagamento da primeira e segunda parcelas do benefício a quase 60 milhões de pessoas. Quem analisa as informações sobre quem tem ou não direito ao benefício é a Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev). Milhares ainda aguardam análise do cadastro.

Ao programa Impressões, da TV Brasil, que vai ao ar hoje (7) às 22h30, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, contou os desafios de disponibilizar recursos a milhões de brasileiros em poucos dias.

‘Este foi o maior pagamento da história do Brasil, da América Latina, do Hemisfério Sul, não só no volume, como na velocidade. O que foi mais impactante: a lei foi promulgada no dia 2 de abril. Nós lançamos o aplicativo do auxílio emergencial no dia 7 de abril, cinco dias depois. No dia 9 de abril, nós já fizemos o pagamento para 2,5 milhões de pessoas”, contou.

Guimarães destacou que a análise dos dados incluídos no aplicativo não depende da Caixa, mas de um cruzamento de informações contidas na Dataprev.

O presidente reconhece que, pelo desconhecimento da população, a disponibilização do benefício acabou gerando dúvidas e filas. “Nós tivemos, há um mês e meio, filas e aglomerações durante dois dias. A Caixa lançou um aplicativo e, no primeiro dia, 42 milhões de brasileiros se inscreveram. Enviamos para o Dataprev e quando eles voltaram com quem poderia ser elegível, pagamos a 8 milhões de pessoas em um dia, a 7,5 milhões no outro e, quando começamos a pagar, muitas pessoas tinham dúvidas. Então, não iam só 8 milhões [de pessoas] que tinham direito. Ia todo mundo”, contou.

Com instituição tradicionalmente utilizada pelo governo para o pagamento de benefícios e auxílios emergenciais, a Caixa mantém um padrão de funcionamento: “O normal seria ter de um a dois meses para organizar esse banco de dados e pagar por mês de nascimento. Mas, como tinha urgência, o que aconteceu? Recebemos a base de dados, já analisada pela Dataprev, e começamos a pagar. Como começamos a pagar, aconteceram as aglomerações. Então, na segunda parcela, já não teve nenhuma aglomeração”, disse.

Guimarães lembra que durante o saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), no ano passado, foram repassados os valores para 60 milhões de pessoas, sem filas. Mas, segundo ele, a instituição teve dois meses para se preparar.

“O que nós pagamos durante seis meses, agora nós pagamos em duas semanas. O que teve dois meses para se organizar, desta vez teve cinco dias. Essa foi a dificuldade. Mas tivemos uma tecnologia com uma melhora muito grande. Hoje, já conseguimos que as pessoas façam compras em mais de mil sites na internet, que paguem contas de água, luz, gás, telefone e boletos e, desde a semana passada, que façam compras utilizando o celular como se fosse um cartão”, afirmou.

Na conversa com a jornalista Katiuscia Neri, o presidente da Caixa afirmou que hoje menor número de pessoas usa as agências. De acordo com dados da instituição, dois terços das pessoas que sacam o dinheiro fazem eletronicamente.

Segundo ele, o pagamento da terceira parcela vai seguir o mesmo critério da segunda. “Faremos o depósito muito rápido. As pessoas terão nas suas contas digitais o dinheiro para pagar contas, comprar na internet ou realizar compras em supermercados, farmácias e poderão sacar um pouco depois”, afirmou.

Segundo ele, o esforço para evitar aglomeração tem um foco preciso no público do Bolsa Família. “Há quase 15 anos recebe sempre na mesma data. Essa data nunca foi alterada e sempre em dinheiro. É um público que, normalmente, tem pouca informação. São 19 milhões de pessoas que sempre receberam nos dez últimos dias úteis”, acrescentou.

Agência Brasil

Ele tinha 50 anos de idade e faleceu no Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, vítima de uma parada cardiorrespiratória.A Prefeitura Municipal do Assú manifesta profundo pesar em face do óbito, verificado neste sábado (06), do assuense CLEÔNIO QUIRINO DA CUNHA (foto), identificado popularmente por Cleônio Churrasqueiro.

Em nome da administração, o prefeito Gustavo Montenegro Soares lamentou o fato que, segundo suas palavras, “significa uma notícia terrivelmente triste e dolorosa para todos os familiares, amigos e quem conheceu de perto a alegria, descontração, simpatia e amizade de Cleônio“.

Nossos sinceros sentimentos à família, através da nossa querida Edna, diretora da Escola Municipal Nair Fernandes, nesta hora de intenso vazio, dor e saudade. Que a misericórdia de Deus possa resignar os corações de tantos quanto sofrem com esta perda irreparável“, disse o gestor municipal.

Da redação – Assú Notícia: O prefeito da cidade de Assú, Dr. Gustavo Soares, está internado em um hospital particular na cidade de Mossoró, após apresentar piora no seu quadro clínico de saúde. De acordo com informações que o ASSÚ NOTÍCIA conseguiu apurar, é que o chefe do executivo de Assú, apresentou piora no seu quadro clínico de saúde na noite de ontem 05 de Junho de 2020, e foi preciso ser encaminhado para um hospital particular, em Mossoró.
Dr. Gustavo, está consciente, porém precisa de mais tratamento em hospital. Na tarde deste sábado, 06 de Junho, Gustavo deverá passar por uma bateria de exames.
Gustavo Soares, testou positivo para o novo coronavírus, e em suas redes sociais, ele comunicou oficialmente o recebimento do exame, que testou positivo para o vírus.

Imagens: Reprodução
Uma notícia triste na política do Rio Grande do Norte, faleceu nesta madrugada de sexta para sábado o presidente da Câmara Municipal de Macaíba Vereador Gelson Lima. informações ainda extraoficiais dão conta que o vereador foi vítima de um infarto.
Do blog os pêsames a todos os familiares.

lula

O presidente da Assembleia Legislativa do RN, deputado Ezequiel Ferreira, atendeu ao pedido do Deputado George Soares para que o Hospital Regional Dr. Nelson Inácio dos Santos, seja incluído na lista dos hospitais que vão receber doações de materiais de higiene e EPI’s comprados pelo poder legislativo.
O Hospital Regional de Assú deverá receber na próxima semana esse material e o deputado George agradece em nome do povo do Vale do Açu por essa ação do poder legislativo, importante para a saúde da população. O diretor do Hospital, Alberto Luiz, já foi contatado para receber o material, em breve.

Da redação – Assú Notícia: O prefeito de Assú, Gustavo Montenegro Soares, testou positivo para o novo coronavírus. A notícia foi publicada em suas redes sociais a poucos minutos. O prefeito relatou que sentiu sintomas no dia 30 de maio e procurou atendimento médico. O material foi coletado para exame que testou positivo para o vírus. Dr. Gustavo permanecerá em isolamento pelo período protocolado pelo médico e deverá voltar as suas atividades públicas em breve. Veja a baixo a nota.
A Prefeitura do Assú, por meio da Secretaria Municipal de Governo, em seu dever de agir com absoluta transparência perante a opinião pública, raciocínio que é pregado pela atual administração, comunica que, após realizados exames laboratoriais específicos, restou confirmada oficialmente, por meio de laudo técnico expedido em 04 de junho corrente, a contaminação do prefeito Gustavo Montenegro Soares pelo novo coronavírus (COVID-19).
O prefeito havia observado sintomas da doença no sábado passado, dia 30, procurando imediatamente intervenção médica que, a princípio, mediante competente atestado, determinou seu afastamento imediato de todas as atividades pelo período de 07 (sete) dias.
Agora, com a oficialização do diagnóstico patológico, o prefeito obedecerá aos protocolos de saúde e permanecerá em isolamento e distanciamento social, além de submeter-se ao tratamento adequado que o caso requer. 
Relevante destacar que, apesar de acometido da enfermidade, o prefeito está bem, com quadro clínico perfeitamente estável e, depois de plenamente recuperado, retomará sua agenda de trabalho normal.

Emporio

O governo federal anunciou na noite desta quinta-feira (4) que o auxílio emergencial terá mais duas parcelas. Com isso, o pagamento deve ser estendido até o mês de agosto. O anúncio está em sintonia com o PL 2550/20, do deputado federal Eduardo da Fonte (PP), que estende por mais seis meses o pagamento do auxílio emergencial: até 31 de dezembro deste ano, data final do período de calamidade pública por causa do coronavírus.

“Estamos trabalhando desde o início da pandemia para que este benefício seja estendido enquanto durar a pandemia. Esse dinheiro é muito importante para ajudar milhões de famílias por todo o Brasil. O aumento do consumo dessas pessoas vai dar um novo fôlego para a economia e vai ajudar o País a sair dessa crise” afirmou o deputado.

O projeto de Eduardo da Fonte conta com amplo apoio na Câmara dos Deputados. Pelo menos 273 parlamentares manifestaram-se favoráveis ao projeto. O deputado também apresentou outro projeto de lei que trata sobre distribuição de renda, o PL 3023/20 cria o Programa Renda Básica Brasileira e prevê o pagamento mensal e permanente de R$ 600 para os inscritos no benefício, além da unificação das ações de transferência de renda do Governo Federal, como Bolsa Família, Bolsa Verde, Programa de Erradicação do Trabalho Infantil e Seguro Defeso.

Na luta contra a Covid-19, mais de duas centenas de leitos críticos exclusivos foram abertos no RN desde o início da pandemia. No entanto, a demanda de pacientes que aguardam atendimento também segue crescente. Dentre esse contingente de leitos, no entanto, um número chama atenção: o de leitos bloqueados, que são os leitos que precisam de algum tipo de ajuste antes de ser considerado disponível para receber pacientes da fila. Até o final da manhã desta quinta-feira (4), 45 leitos estavam classificados desta maneira em todo o RN, 25 deles são do Hospital Municipal de Natal, o que corresponde a 48% do contingente total de leitos da unidade hospitalar. A Secretaria Municipal de Saúde disse que há uma “falha na linguagem”.

O Hospital Municipal da capital potiguar é, também, o que possui mais leitos críticos de todo o RN, com 52. Destes 27 estão ocupados por pacientes (15 de UTI e 12 semi-intensivos – o que corresponde a 100% de sua capacidade entre leitos disponíveis). Outros 25 leitos estão bloqueados, por os mais diversos motivos: manutenção (8); reforma (7); falta de RH (4) e falta de monitor multiparâmetro (6). O período de bloqueio varia entre 2h (em relação a um leito que foi bloqueado por ‘falta de RH’) a 8 dias (se reportando a um leito que está ‘em manutenção’).

O processo de bloqueio de leitos garante a regulação de atendimento a pacientes que aguardam na fila virtual de espera. Até o fechamento desta reportagem, eram 100 pacientes na fila: 3 na prioridade 1, que são pacientes em situação “gravíssima” e que necessitam com urgência de um leito de UTI. Na prioridade 2, são 30 pessoas que também aguardam leitos de UTI. Já na prioridade 3, voltada para os leitos de estabilização, são 64 pessoas em espera. Mesma necessidade dos pacientes de prioridade 4, que hoje correspondem a três.

Para continuar lendo é só clicar aqui: http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/rn-tem-45-leitos-de-uti-para-covid-19-bloqueados-maioria-esta-em-natal/481599

TRIBUNA DO NORTE

O novo decreto do Governo do Estado proíbe “a realização de quaisquer atos que configurem festejos juninos no Estado do Rio Grande do Norte, incluindo o acendimento de fogueiras e fogos de artifício, de modo a diminuir as ocorrências de queimaduras e de síndromes respiratórias nos serviços de saúde públicos e privados” e recomenda aos municípios a antecipação, para até o dia 16 de junho de 2020, dos respectivos feriados locais.

Com informações da Tribuna do Norte

Emporio

Facebook