O paciente – uma criança de três anos de idade – permanece em situação estável e sob isolamento domiciliar, acompanhado por profissionais do referido setor de Vigilância Sanitária, já tendo sido iniciado o processo de investigação epidemiológica.A coordenação do setor de Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde e o Comitê Municipal de Gestão da Emergência em Saúde Pública Decorrente do Coronavírus (COVID-19) comunicam de público o segundo registro oficial de paciente com suspeita de infecção do citado vírus em Assú.

Os exames foram remetidos, conforme protocolo, para análise no Laboratório Central (LACEN), na capital, onde seguirá o fluxo definido pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (SESAP).

O primeiro caso foi um homem de 36 anos de idade que se apresenta em situação clínica semelhante: situação estável, sob isolamento domiciliar e com acompanhamento profissional.

A primeira pessoa confirmada que está com o novo coronavíruis (Covid-19) é o médico Inavan Lopes da Silveira. Em nota ele revela que “infelizmente, por razões totalmente desconhecidas, já que não estive viajando nesses últimos 60 dias, fui acometido de uma virose que terminou se confirmando tratar-se da Covid 19”.

Ainda na nota ele diz que “como não viajei a lugar nenhum, é crível que não seja o primeiro caso de Mossoró, por ter sido contaminado dentro da cidade”.

No final o médico Inavan Lopes faz um clamor: “vamos tomar todos os cuidados preconizados pela comunidade científica e autoridades sanitárias para conseguirmos vencer esta guerra”.

Confira a nota:

Prezados(as) Amigos(as),

Infelizmente, por razões totalmente desconhecidas, já que não estive viajando nesses últimos 60 dias, fui acometido de uma virose que terminou se confirmando tratar-se da Covid 19.

Assintomático com as características da patologia, apenas com gripe, desde o início por prevenção, adotei o uso de máscaras e outras formas assépticas de contaminação.

Do mesmo modo, pus-me em isolamento social e quarentena, preconizado pelo Ministério da Saúde.

Peço humildes desculpas pelo eventual transtorno que possa ter causado a alguém. Eu também sou uma vítima desta Pandemia que atormenta a Humanidade.

Como não viajei a lugar nenhum, é crível que não seja o primeiro caso de Mossoró, por ter sido contaminado dentro da cidade.

Agradeço as inúmeras manifestações de solidariedade dos meus Familiares, Amigos e de toda a Comunidade de Mossoró!

Faço um Clamor: vamos tomar todos os cuidados preconizados pela comunidade científica e autoridades sanitárias para conseguirmos vencer esta guerra.

Santa Luzia, Nossa Senhora de Fátima e São Francisco nos protegerá!

Bom dia a todos e que Deus nos abençoe com sua misericórdia!

Mossoró, 22 de março de 2020.

Inavan Lopes da Silveira.

Apesar de Decreto estadual, administração do aeroporto decidiu manter estabelecimentos abertos. MPF acompanha o combate à COVID-19 no estado, em articulação com demais órgãos

O Ministério Público Federal expediu, neste sábado (21), recomendação à Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa no Rio Grande do Norte para que determine o fechamento de comércios e restaurantes do Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante/RN. A Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC) – órgão do MPF – cobra o cumprimento do Decreto 29.541 do Governo Estadual potiguar, com medidas para evitar a propagação do novo coronavírus. A norma determinou a suspensão das atividades de centros comerciais, restaurantes, lanchonetes, praças de alimentação e similares. A Inframérica, concessionária administradora do aeroporto, manteve o funcionamento normal e não houve atuação do órgão sanitário.

De acordo com a PRDC, “não se mostra razoável, sob qualquer prisma e especialmente numa situação de pandemia, que [o Aeroporto de Natal] não se adeque às normas locais”. A recomendação ressalta, ainda, que os estabelecimentos não promovem serviços essenciais. Foi concedido prazo de 24 horas para resposta.

Atuação – O MPF no RN acompanha diuturnamente o combate à COVID-19 (novo coronavírus) no estado, em articulação e reuniões constantes com o Ministério Público do Trabalho, MP Estadual, Governo do Estado e prefeituras.

André Wolmer

Assessor-Chefe de Comunicação

Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte

Apartir de Segunda feira, 23 de março, peça suas compras no conforto de sala casa através dos nossos WhatsApp; 99985-0127 ou 99985-0054. Nas compras acima de 200 reais, a entrega é grátis. Horário de atendimento de 08hs as 15hs.
Rua Coronel Emilio Dantas da Silveira, bairro Bela Vista, Assu/RN.

Emporio


O uso do álcool a 70% para desinfecção das mãos e de objetos é uma das medidas mais recomendadas pelo Ministério da Saúde para conter o avanço do coronavírus. O consumo cresceu absurdamente e atualmente é um produto escasso no comércio, tendo seu preço inflacionado pela grande procura.O combate ao coronavírus requer responsabilidade e união de todos. Como exemplo, dois empresários potiguares se juntaram para criar uma campanha de doação para as comunidades carentes do Rio Grande do Norte. O empresário Marcelo Alecrim lançou iniciativa para doar álcool de farmácia para pessoas de baixa renda no Estado. A ação se dará em parceria com a empresa Toinho da STERBOM, que se encarregará da embalagem e distribuição do produto nas diversas regiões potiguares.

A pandemia da COVID-19 começou atingindo as classes média e alta. O grande temor agora é com sua chegada às comunidades carentes, onde faltam meios para práticas básicas de higiene e prevenção devido à falta de dinheiro, inclusive para comprar álcool.

A iniciativa de Marcelo Alecrim, do grupo Ale Combustíveis, e da Sterbom, é uma primeira ação voltada para essas comunidades, que vivem em difíceis condições sanitárias, de moradia e de renda. Ações como esta são consideradas de grande valia para diminuir o número de pessoas infectadas pelo coronavírus, reduzindo a busca por hospitais e evitando mortes.

Segundo dados do cadastro único dos programas sociais do Governo Federal, o RN tem cerca de 340 mil famílias abaixo da linha de pobreza. Marcelo e Toinho esperam contar com a participação de outros empresários, que possam ampliar a sua iniciativa e assim atinjam ao máximo de pessoas nessa condição de renda, com a maior brevidade possível.

A logística de distribuição do álcool doado pelos empresários se dará através da rede de unidades básicas e de agentes comunitários de saúde, já que não poderá ocorrer entrega massiva com aglomeração de pessoas. Os agentes de saúde estão presentes em todos os municípios e nos bairros mais carentes da capital.

O derrotado Ivan Júnior não toma jeito mesmo. Usou um programa de rádio da cidade para criticar a atual gestão, em Assú.
Sendo ele, Ivan Júnior, responsável por não trazer a UTI para Assú, retirar dos quadros do hospital regional de Assú mais 13 médicos, ter deixado milhões de reais em dívidas na secretaria de saúde na sua gestão e ter deixado a UPA e as UBSs fechadas, além de ter enganado o povo do Assú com a faculdade de medicina, ainda tem a cara de pau de falar em saúde.
Isso é inaceitável num momento de crise mundial e nacional, o ex mal gestor quer tirar PROVEITO de um momento desse.

Da redação – Assú Notícia: Um boletim divulgado pelo setor de comunicação da prefeitura municipal do Assú, revela que tem o primeiro caso suspeito de coronavírus na cidade de Assú. Segundo informações que obtivemos junto ao Boletim Informativo, o paciente permanece em situação estável e sob isolamento domiciliar, acompanhado por profissionais do setor de vigilância sanitária.
Confira abaixo a nota oficial que recebemos do setor de comunicação da prefeitura do Assú.
BOLETIM COVID-19 ASSÚ
A coordenação do setor de Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde e o Comitê Municipal de Gestão da Emergência em Saúde Pública Decorrente do Coronavírus (COVID-19) comunicam de público o primeiro registro oficial de paciente com suspeita de infecção do citado vírus em Assú.
O paciente permanece em situação estável e sob isolamento domiciliar, acompanhado por profissionais do referido setor de Vigilância Sanitária, já tendo sido iniciado o processo de investigação epidemiológica.
Os exames foram remetidos para análise no Laboratório Central (LACEN), na capital, onde seguirá o fluxo definido pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (SESAP).


O entendimento envolveu, além do chefe do Executivo assuense, os secretários municipais Clebson Corsino e Diá Araújo, das pastas de Governo e Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, respectivamente.A confecção de um plano de trabalho para a execução de melhoramentos estruturais em alguns prédios e equipamentos públicos do município do Assú foi debatida numa audiência que o prefeito Gustavo Montenegro Soares manteve nesta sexta-feira (20), em seu gabinete.

De acordo com informação prestada pelo secretário Diá Araújo, o planejamento compreende a realização de benfeitorias no Mercado Público Manoel Pessoa Montenegro, Central de Abastecimento Maria Sofia Frutuoso, Abatedouro Público Sebastião Alves Martins, e, também, a nova Feira Livre Lindalva Rocha Soares, que receberá investimentos complementares para melhor acomodação de feirantes e clientes.

A partir do contato com o gestor, Diá Araújo já iniciou a identificação e mapeamento das ações que serão implementadas.

A Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN confirmou cinco novos casos de Covid-19 no Rio Grande do Norte, dos quais quatro amostras foram processadas pelo Laboratório Estadual em Saúde Pública do RN e uma por laboratório privado.

Com isso, o Estado contabiliza seis casos confirmados, sendo um já curado.

Quatro pacientes são residentes do município de Natal e um do município de Parnamirim. Eles passam bem e seguindo as recomendações de isolamento preconizadas.

Perfil dos pacientes:

– Paciente de Parnamirim, com 31 anos, do sexo masculino. Possui histórico de viagem a Fortaleza e teve contato com estrangeiros.
– Paciente de Natal, com 30 anos, do sexo masculino. Histórico de contato com caso suspeito de Covid-19.
– Paciente de Natal, 49 anos, do sexo feminino. Histórico de contato com casos suspeito
– Paciente de Natal, 37 anos, sexo feminino. Histórico de viagem ao Rio de Janeiro e Santa Catarina.
– Paciente de Natal, 70 anos, sexo masculino. Com histórico de contato com caso suspeitos (exames realizados em laboratório privado).


O anúncio com tal fim parte do prefeito da cidade, Gustavo Montenegro Soares, nesta sexta-feira (20).As ações de saúde pública que têm como objetivo conter a penetração do coronavírus em todo o território do município do Assú estarão contando com um incremento financeiro de meio milhão de reais.

O chefe do Executivo ressaltou que o aporte de recursos vai permitir a aquisição de insumos fundamentais para o trabalho de combate e prevenção à ameaça do COVID-19, dentre os quais máscaras cirúrgicas descartáveis e produtos de desinfecção, como também elevar a quantidade de plantões dos profissionais médicos na rede pública municipal de saúde.

Além deste reforço de caixa na saúde tendo como principal razão contribuir para debelar o coronavírus em Assú, o prefeito Gustavo Soares disse que o dinheiro que estava previsto para a compra do pescado que é distribuído tradicionalmente durante o período da Semana Santa será totalmente revertido para igual finalidade.

O gestor explicou que o cancelamento da entrega de peixes a parte da população obedece à normatização de saúde que recomenda que seja evitada a aglomeração de pessoas como método prático para inibir a disseminação do vírus.

De forma excepcional estamos realizando estas ações para evitar que o coronavírus cause vítimas na nossa população”, disse Gustavo Soares.

Facebook