Comitê de Especialistas da Sesap faz novas recomendações para o enfrentamento à pandemia

Em reunião por web conferência no dia 02 de março, o comitê de especialistas da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) decidiu emitir uma série de recomendações para o enfrentamento à pandemia no Rio Grande do Norte.

As medidas apresentadas pelo grupo são frutos de uma avaliação criteriosa de reavaliação dos riscos epidemiológicos e da alta taxa de ocupação dos leitos críticos em todo o estado do Rio grande do Norte, levando em consideração ao aumento do número de internações e circulação de novas variantes do SARS-CoV2 no estado.

A análise do Comitê leva em conta a tendência da epidemia da Covid-19 no estado medida pelo indicador composto e a análise dos dados assistenciais do Regula RN, que mede a taxa de ocupação de leitos críticos e clínicos em tempo real.

A Região Metropolitana atingiu um platô no número de casos que se mantém alto por um período prolongado e há um indicativo de aumento de número de casos para os próximos dias. Considerando que a Taxa de Ocupação de Leitos Críticos encontra-se acima de 90%, já com 17 unidades hospitalares de referência com 100% de ocupação, indicando a saturação do sistema de saúde para os leitos críticos no estado e considerando a introdução de novas variantes do SARS-CoV-2 no Rio Grande do Norte, e levando em consideração que as únicas medidas efetivas de prevenção e controle, até que se consiga uma cobertura vacinal adequada, são as medidas não farmacológicas, pois não há medicamento com comprovação científica para uso no controle/prevenção do SARS-CoV2;o comitê emitiu as seguintes recomendações:

1. Não utilizar medicamentos como prevenção ou tratamento precoce para a COVID-19, uma vez que não existem evidências científicas que embasam esta conduta;

2. Ampliar as medidas restritivas em todo o território estadual, aumentado as estratégias de mitigação por um período de 21 dias, sendo passível de nova avaliação, devendo permanecer abertos apenas os serviços essenciais balizadas na Lei 13.979/2020 e nos Decretos Estaduais 29.583/2020, 29.600/2020 e 29.634/2020;

3. As medidas de supressão adotadas devem ser realizadas de forma simultânea pelos municípios de uma mesma região de saúde, assim é necessária a divulgação efetiva de datas para início e nova avaliação do cenário,de modo que permita que a população se prepare para seguir as normativas;

4. Normatizar a circulação nos espaços coletivos, ou seja, nos serviços essenciais estabelecidos no Decreto Estadual conforme orientações abaixo:

● Definir horários prioritários para idosos,quando aplicável;

● Definir horários de funcionamento para cada setor;

● Restringir o quantitativo de pessoas por família;

● Obedecer ao percentual de ocupação desses espaços de modo que seja possível respeitar o distanciamento social dentro do estabelecimento, evitando a ocupação máxima;

● Reforçar o uso obrigatório e correto da máscara em ambientes coletivos, a qual deve preferencialmente ser trocada a cada 3 horas;

● Intensificar as fiscalizações, pelos municípios em cooperação com o Estado, para que se tenha o cumprimento das normativas estabelecidas, de modo a viabilizar a efetivação das medidas restritivas;

5. Adotar medidas relacionadas ao funcionamento do transporte público visando à redução do risco sanitário:

● Aumentar a frota de transporte coletivo em horários de pico, para reduzir as aglomerações que ocorrem nas paradas de ônibus e dentro dos transportes;

● Respeitar as medidas de distanciamento social dentro dos ônibus, de modo que não seja permitida a circulação de passageiros em pé;

● Reforçar o uso obrigatório e correto da máscara dentro do transporte coletivo;

● Aumentar a frequência de higienização dos veículos;

● Realizar fiscalizações para verificar o cumprimento das normas nas paradas de ônibus e nos veículos, com aplicação de sanções caso se identifique o não cumprimento das recomendações;

6. Aquisição de testes rápidos de antígeno por municípios e pelo Estado,de modo a facilitar e ampliar o diagnóstico para COVID-19;

7. Todos os serviços essenciais devem cumprir com as normas sanitárias estabelecidas, de modo a:

● Intensificar a triagem dos trabalhadores sintomáticos;

● Realizar o teste de diagnóstico em todos os trabalhadores sintomáticos;

● Realizar rastreio de contatos;

● Proceder com a notificação nos sistemas de notificação recomendados e acionar a Secretaria Municipal de Saúde local para auxiliar na realização da investigação do caso e rastreio de contatos;

● Afastar o trabalhador sintomático e seus contatos pelo período recomendado de isolamento domiciliar;

8. Intensificar a realização das notificações de casos suspeitos, confirmados ou descartados para COVID-19, assim como óbitos, independentemente do método de diagnóstico utilizado, no prazo de 24 horas, nos sistemas de notificação indicados;

9. Adotar toque de recolhera partir das 20 às 06 horas de segunda a sábado em todo o território estadual; aos domingos o toque de recolher aplica-se em horário integral em todo o território estadual, de modo que só será permitido o funcionamento dos estabelecimentos na modalidade delivery e take away;

10. Restringir a venda de bebidas alcoólicas nos finais de semana, assim como consumo em locais públicos (como por exemplo em bares, restaurantes, conveniências, praças, praias) como estratégia de auxiliar na redução de aglomerações;

11. Perseguir junto ao governo federal o aumento da oferta de vacinas COVID-19, e efetivar as estratégias de vacinação de forma mais célere a nível municipal evitando aglomerações nos locais de vacinação;

12. Melhorar a qualidade da informação e da comunicação sobre o risco sanitário atual e as medidas implementadas.

Natal (RN), 05 de março de 2021.

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE PÚBLICA – SESAP

lula

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta sexta-feira (05). Foram mais 1.654 casos confirmados, totalizando 171.943. Até quinta-feira (04) eram 170.289 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 3.709 no total, sendo 14 (quatorze) mortes registradas nas últimas 24h, em Natal(04); Mossoró(04); Parnamirim(02); João Câmara(01); Santo Antônio(01); Tenente Ananias(01); e São Rafael(01).

A Sesap ainda registrou 20 óbitos ocorridos em dias ou semanas anteriores, após a confirmação de exames laboratoriais. Até quinta-feira (04), eram contabilizados 3.675 mortos. Óbitos em investigação são 780.

Casos suspeitos somam 93.241 e descartados 370.755. Recuperados são 123.516.

(Foto: Reprodução)

Faleceu nesta sexta-feira (05) em decorrência da Covid-19 o empresário paraibano José Carlos da Silva Júnior, dono do Sistema Paraíba de Comunicação e do Grupo São Braz. Ele estava internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, desde o dia 18 de fevereiro após testar positivo para a covid-19 e acabou não resistindo a uma parada cardiorrespiratória. De acordo com informações obtidas pelo ClickPB, inicialmente José Carlos não manifestou sintomas do novo coronavírus, mas foi internado mesmo assim como forma de prevenção, já que possuía comorbidades e em razão da idade avançada.

José Carlos tinha 93 anos de idade e já ocupou o cargo de senador da Paraíba entre os anos de setembro de 1996 e janeiro de 1997 e de junho a novembro de 1999, quando suplente de Ronaldo Cunha Lima. Ele também foi vice-governador da Paraíba de 1983 a 1986, durante a gestão de Wilson Braga.

Natural de Campina Grande, José Carlos era casado com Virgília Henriques de Oliveira Carlos, que faleceu em 2015 aos 89 anos de idade. Ele deixa três filhos: Ricardo Carlos, Eduardo Carlos e Eliane Freire.

Ainda no início da pandemia de covid-19, José Carlos perdeu um neto vítima da doença. Mateus Carlos tinha 34 anos de idade e faleceu no dia 30 de março de 2020, quando estava internado no Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa. Mateus foi um dos primeiros paraibanos a falecer em decorrência do novo coronavírus.

O empresário Eduardo Carlos, pai de Mateus e filho de José Carlos, permanece internado em São Paulo, no Hospital Sírio Libanês se tratando da covid-19. Ele foi internado pouco após o seu pai.

Click PB

Emporio

Na sessão de julgamentos desta quinta-feira (4), a Corte Eleitoral potiguar negou, à unanimidade, Embargos de Declaração interpostos por Kericlis Alves Ribeiro e pelo deputado federal Carlos Alberto de Sousa Rosado Segundo, no processo de registro de candidatura de Kericlis nas Eleições de 2018. O colegiado também negou, dessa vez por maioria dos votos, recurso da Coligação 100% RN no mesmo caso.

“O que se nota no caso é a pretensão dos embargantes em rediscutir os fundamentos do acórdão embargado, com propósito de promover novo julgamento da causa, o que não se coaduna com as vias dos Embargos de Declaração”, destacou a relatora do processo, Juíza Érika Paiva.

Matéria completa AQUI no Justiça Potiguar.

Em documento do comitê de especialistas da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) para o enfrentamento à pandemia no Rio Grande do Norte, a questão dos medicamentos, como ivermectina, voltou a ser destacado como não recomendados como prevenção ou tratamento precoce para a COVID-19, “uma vez que não existem evidências científicas que embasam esta conduta”.

O comitê ainda apontou como a única forma de combater a alta da pandemia no Rio Grande do Norte, medidas restritivas mais severas, como aumento do toque de recolher, entre outras. Veja mais AQUI.

Em reunião por web conferência no dia 02 de março, o comitê de especialistas da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) decidiu emitir uma série de recomendações para o enfrentamento à pandemia no Rio Grande do Norte.

As medidas apresentadas pelo grupo são frutos de uma avaliação criteriosa de reavaliação dos riscos epidemiológicos e da alta taxa de ocupação dos leitos críticos em todo o estado do Rio grande do Norte, levando em consideração ao aumento do número de internações e circulação de novas variantes do SARS-CoV2 no estado.

A análise do Comitê leva em conta a tendência da epidemia da Covid-19 no estado medida pelo indicador composto e a análise dos dados assistenciais do Regula RN, que mede a taxa de ocupação de leitos críticos e clínicos em tempo real.

A Região Metropolitana atingiu um platô no número de casos que se mantém alto por um período prolongado e há um indicativo de aumento de número de casos para os próximos dias. Considerando que a Taxa de Ocupação de Leitos Críticos encontra-se acima de 90%, já com 17 unidades hospitalares de referência com 100% de ocupação, indicando a saturação do sistema de saúde para os leitos críticos no estado e considerando a introdução de novas variantes do SARS-CoV-2 no Rio Grande do Norte, e levando em consideração que as únicas medidas efetivas de prevenção e controle, até que se consiga uma cobertura vacinal adequada, são as medidas não farmacológicas, pois não há medicamento com comprovação científica para uso no controle/prevenção do SARS-CoV2;o comitê emitiu as seguintes recomendações:

1. Não utilizar medicamentos como prevenção ou tratamento precoce para a COVID-19, uma vez que não existem evidências científicas que embasam esta conduta;

2. Ampliar as medidas restritivas em todo o território estadual, aumentado as estratégias de mitigação por um período de 21 dias, sendo passível de nova avaliação, devendo permanecer abertos apenas os serviços essenciais balizadas na Lei 13.979/2020 e nos Decretos Estaduais 29.583/2020, 29.600/2020 e 29.634/2020;

3. As medidas de supressão adotadas devem ser realizadas de forma simultânea pelos municípios de uma mesma região de saúde, assim é necessária a divulgação efetiva de datas para início e nova avaliação do cenário,de modo que permita que a população se prepare para seguir as normativas;

4. Normatizar a circulação nos espaços coletivos, ou seja, nos serviços essenciais estabelecidos no Decreto Estadual conforme orientações abaixo:

●Definir horários prioritários para idosos,quando aplicável;

●Definir horários de funcionamento para cada setor;

●Restringir o quantitativo de pessoas por família;

●Obedecer ao percentual de ocupação desses espaços de modo que seja possível respeitar o distanciamento social dentro do estabelecimento, evitando a ocupação máxima;

●Reforçar o uso obrigatório e correto da máscara em ambientes coletivos, a qual deve preferencialmente ser trocada a cada 3 horas;
●Intensificar as fiscalizações, pelos municípios em cooperação com o Estado, para que se tenha o cumprimento das normativas estabelecidas, de modo a viabilizar a efetivação das medidas restritivas;

5. Adotar medidas relacionadas ao funcionamento do transporte público visando à redução do risco sanitário:

●Aumentar a frota de transporte coletivo em horários de pico, para reduzir as aglomerações que ocorrem nas paradas de ônibus e dentro dos transportes;

●Respeitar as medidas de distanciamento social dentro dos ônibus, de modo que não seja permitida a circulação de passageiros em pé;

●Reforçar o uso obrigatório e correto da máscara dentro do transporte coletivo;

●Aumentar a frequência de higienização dos veículos;

●Realizar fiscalizações para verificar o cumprimento das normas nas paradas de ônibus e nos veículos, com aplicação de sanções caso se identifique o não cumprimento das recomendações;

6. Aquisição de testes rápidos de antígeno por municípios e pelo Estado,de modo a facilitar e ampliar o diagnóstico para COVID-19;

7. Todos os serviços essenciais devem cumprir com as normas sanitárias estabelecidas, de modo a:

●Intensificar a triagem dos trabalhadores sintomáticos;

●Realizar o teste de diagnóstico em todos os trabalhadores sintomáticos;

●Realizar rastreio de contatos;

●Proceder com a notificação nos sistemas de notificação recomendados e acionar a Secretaria Municipal de Saúde local para auxiliar na realização da investigação do caso e rastreio de contatos;

●Afastar o trabalhador sintomático e seus contatos pelo período recomendado de isolamento domiciliar;

8.Intensificar a realização das notificações de casos suspeitos, confirmados ou descartados para COVID-19, assim como óbitos, independentemente do método de diagnóstico utilizado, no prazo de 24 horas, nos sistemas de notificação indicados;

9.Adotar toque de recolhera partir das 20 às 06 horas de segunda a sábado em todo o território estadual; aos domingos o toque de recolher aplica-se em horário integral em todo o território estadual, de modo que só será permitido o funcionamento dos estabelecimentos na modalidade delivery e take away;

10.Restringir a venda de bebidas alcoólicas nos finais de semana, assim como consumo em locais públicos (como por exemplo em bares, restaurantes, conveniências, praças, praias) como estratégia de auxiliar na redução de aglomerações;

11.Perseguir junto ao governo federal o aumento da oferta de vacinas COVID-19, e efetivar as estratégias de vacinação de forma mais célere a nível municipal evitando aglomerações nos locais de vacinação;

12.Melhorar a qualidade da informação e da comunicação sobre o risco sanitário atual e as medidas implementadas.

rock in rio Rock in Rio é adiado para 2022 no Brasil e em Portugal devido à pandemia

 

O Rock in Rio, que aconteceria neste ano entre os meses de setembro e outubro, foi oficialmente adiado para setembro de 2022.

A organização do evento anunciou na última quinta-feira (4), a mudança da data devido à pandemia do coronavírus. O festival agora está marcado para os dias 2, 3, 4, 8, 9, 10 e 11 de setembro de 2022, no Parque Olímpico. (mais…)

naom 57fe666075d1f Amazon doará R$ 5,3 milhões para construção de fábrica de vacinas do Butantan

 

A Amazon, empresa multinacional de tecnologia norte-americana, decidiu doar R$ 5,3 milhões para a construção da fábrica de vacinas contra o novo coronavírus, que provoca a Covid-19.

Segundo a Folha de S.Paulo, o repasse será por meio da Comunitas, que coordena a campanha de arrecadação do Governo de São Paulo junto à iniciativa privada. ​​

lula

Foto: Reprodução

Sete estudantes da Universidade Pública de El Alto em La Paz, Bolívia, foram presos por, supostamente, convocar uma assembleia estudantil que terminou com sete mortos na terça-feira (2), depois que um grupo de pessoas caiu do quarto andar quando uma grade cedeu.

“As investigações realizadas permitiram a identificação de lideranças que incitaram a aglomeração de pessoas e os confrontos que desencadearam os fatos em que 7 estudantes perderam a vida”, informou a polícia no Twitter.

Segundo Agência Boliviana de Informação (ABI), os presos serão acusados de homicídio culposo e lesões graves e gravíssimas. A agência acrescentou que ainda não foram detidas duas pessoas. Não foi especificado se eram alunos.

“A autoridade indicou que a convocação de uma assembleia estudantil violou os regulamentos atuais que proíbem concentrações de massa para evitar a disseminação do Covid-19”, disse a ABI.

 

(mais…)

O portal G1-RN destaca a ocorrência que resultou na morte de um policial militar aposentado, de 56 anos, durante uma troca de tiros com assaltantes na noite dessa quinta-feira (4) em um parque eólico de São Miguel do Gostoso, no litoral Nordeste potiguar. De acordo com a PM, o homem trabalhava como vigilante do local junto com outro policial, quando cerca de 10 homens armados iniciaram uma ação criminosa. Na ocasião, o sargento aposentado reagiu e entrou em confronto com os bandidos, mas foi atingido e morreu ainda no local, antes de qualquer socorro médico.

Segundo a reportagem, a suspeita da polícia é de que os criminosos foram ao local para roubar as armas dos vigilantes. Após o crime, policiais fizeram buscas na região, mas nenhum suspeito foi preso. O caso será investigado pela Polícia Civil.

O policial estava aposentado desde 2020, quando foi para a reserva por ter atingido a idade máxima para o serviço ativo na corporação (55 anos). Ele atuou por 29 anos e 9 meses na PM.

Emporio

Foto: Getty Images

Moradores da Nova Zelândia viveram momentos de pânico nesta sexta-feira (5), após uma sequência de tremores de terra, que chegaram a um terremoto de magnitude 8,1 nas Ilhas Kermadec, de acordo com a Agência Nacional de Gerenciamento de Emergências da Nova Zelândia.

O país chegou a suspender os protocolos da Covid e pedir para as pessoas saírem de casa por conta de um possível tsunami, mas rebaixou o alerta.

 

(mais…)

 

Os prefeitos dos municípios que compõem o Vale do Açu e Região Central estão se mobilizando para a criar a Associação dos Municípios que integram este território potiguar – AMCEVALE. 

O primeiro passo oficial será dado com a fundação da entidade representativa, prevista para acontecer no dia 12 de março de 2021, às 09 horas, na cidade do Açu. 

Segundo o edital lançado pela comissão de fundação, representada pelo prefeito Reno Marinho, de São Rafael, na oportunidade será discutido e votado o projeto de estatuto social, eleição dos membros do Conselho Fiscal e da Diretoria a ser empossada. 

Na opinião de Reno, o objetivo da associação é unir forças para enfrentar os principais problemas que afligem os municípios em meio à crise política e econômica. Ele acredita na organização para planejar e buscar recursos junto aos governos estadual e federal. 

Foto: Helene Santos/SVM

O governador Camilo Santana, nesta quinta-feira (4), anunciou um pacote de medidas para auxiliar o setor de bares e restaurantes do Ceará. Dentre elas, está a concessão de auxílio financeiro de R$ 1 mil a desempregados do setor. Segundo o gestor, a quantidade de pessoas nessa situação gira entre 5 mil e 10 mil. Ainda não há mais informações sobre como será o processo para solicitar o auxílio.

 

(mais…)

lula

Foto: AP Foto/Edmar Barros/Arquivo

A cúpula do Ministério da Saúde espera que o Brasil atravesse nas próximas duas semanas o pior momento da pandemia. O Valor apurou que, no entorno do ministro Eduardo Pazuello, a expectativa é que haja uma explosão de casos e mortes no período, com os óbitos ultrapassando a barreira dos 3.000 por dia.

 

(mais…)

lula

Em entrevista ao Bom Dia RN nesta sexta-feira(05), o coordenador do Laboratório de Inovação em Saúde da UFRN e membro do comitê, Ricardo Valentim, disse que o comitê científico do Rio Grande do Norte não recomendou “lockdown” entre as medidas que são avaliadas pelo governo para tentar reduzir a transmissibilidade da Covid-19 no estado.

“Não há recomendação de lockdown. Isso nunca aconteceu no Brasil. Ele é muito mais rigoroso, como a gente viu agora em Portugal. O que Ceará, Pernambuco, São Paulo estão fazendo são medidas mais restritivas. Em nenhum momento nós observamos isso (lockdown) no país. É consenso que seria preciso ter uma organização social maior, como na Europa, que teve 3 trilhões de euros só para amparar empresas e pessoas com risco de perder seu emprego. Somos um país culturalmente diferente e com mais desigualdades”, afirmou.

O pesquisador afirmou que o estado ainda terá 15 dias “duros”, com alta demanda por leitos e pedidos de internações. Somente nesta quinta-feira (4), o estado registrou mais de 120 pedidos de internação.

Vale destacar que o Governo do Estado está na iminência de publicar um decreto com novas medidas restritivas no Rio Grande do Norte com objetivo de frear a alta de casos neste mês.

Emporio

sidney ocupacao Região Seridó atinge 100% de ocupação dos leitos de UTI/Covid-19

A taxa de ocupação dos leitos de UTI na Região Seridó do Rio Grande do Norte, está em 100%, na madrugada desta sexta-feira (05).

Os dados são referentes aos dois hospitais da região que tem leitos crítico para pacientes com Covid-19, o Regional de Caicó (100%) e o Mariano Coelho de Currais Novos (RN) (100%).

Como mostra a imagem, a região metropolitana de Natal, está com 93,5% de ocupação. O Oeste tem 93,4% e a média de ocupação do Rio Grande do Norte, é de 94,3%.

Emporio

styvenson e pau 1 A arrogância de Styvenson

O Senador Styvenson Valentim disse que não tem o objetivo de disputar o Governo do Estado em 2022.

Entretanto:

Admite a possibilidade se for convocado pelo “povo“. E que não aceita o apoio de nenhum político. Que ficar sozinho no palanque.

Para Styvenson, político é no pau. menos ele. Será que é arrogante esse rapaz!

cemiterio parque nova descoberta publico Natal fecha cemitérios públicos para visitação e limita a 10 pessoas acesso a sepultamentos

 

A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) comunicou nesta quinta-feira (4) que fechou temporariamente os acessos da população aos cemitérios públicos de Natal e também limitou a quantidade de familiares durante os sepultamentos – única exceção para a entrada nas estruturas. As medidas foram publicadas nesta quinta-feira (4) no Diário Oficial do Município (DOM).

As alterações foram feitas por conta do agravamento da pandemia da Covid-19 em Natal e levou em consideração o decreto nº 12.175, que foi republicado na quarta-feira (3) e estabelece, além de restrições, medidas de segurança sanitária e orientações para prevenção ao contágio pela doença.

A portaria também determina o fechamento das capelas dos cemitérios do Alecrim e de Nova Descoberta. Durante o sepultamento, está liberada a presença de até 10 familiares. As cerimônias de sepultamento deverão ocorrer de forma ágil e com a maior praticidade possível, segundo a Semsur. Em caso de óbito por Covid-19, o enterro será realizado com a urna lacrada.

O documento não altera o horário do expediente interno nos oito cemitérios da cidade: Bom Pastor I, Bom Pastor II, Alecrim, Igapó, Pajuçara, Redinha, Nova Descoberta e Ponta Negra. O trabalho segue em dois turnos (7h às 11h e 13h às 17h) de domingo a domingo.

Facebook